sicnot

Perfil

Cultura

Museus, palácios e monumentos nacionais com mais visitas em 2017 

Os museus, monumentos e palácios tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural receberam um total de 5.060.780 visitantes, em 2017, num crescimento de 8% em relação ao ano anterior, revelou hoje à agência Lusa fonte deste organismo.

De acordo com as estatísticas oficiais hoje divulgadas, verificou-se um crescimento de 60 por cento de visitantes, quando considerados os números dos últimos seis anos, de 2012 a 2017, inclusive.

É a primeira vez que os museus, monumentos e palácios, tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) ultrapassam os cinco milhões de visitantes, sendo que em 2016 estes espaços tinham recebido mais de 4,6 milhões de pessoas.

A tendência de crescimento nestes espaços é comum aos museus, monumentos e palácios, observando-se, no entanto, que os Palácios Nacionais - Mafra e Ajuda - são os que mais cresceram de 2016 para 2017, em número de visitantes, em cerca de 27 por cento.

No mesmo período, os monumentos registaram globalmente um crescimento de 6,9 por cento e, os museus, de 5,2 por cento.

O Panteão Nacional, em Lisboa, recebeu 149.931 visitantes, mais 24,2% do que em 2016

O Panteão Nacional, em Lisboa, recebeu 149.931 visitantes, mais 24,2% do que em 2016

Alegna13

Os monumentos, palácios e museus mais visitados

A liderar as visitas está o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, com 1.166.793 entradas (mais 7,9% que no ano anterior), seguindo-se a Torre de Belém, com 575.875 (menos 16%), o Mosteiro da Batalha, com 492.093 (mais 24,1%), depois o Palácio Nacional de Mafra, com 377.961 (mais 15,4%), e o Convento de Cristo, com 354.763 (mais 19,9%).

O Panteão Nacional, em Lisboa, que foi alvo de polémica no ano passado, devido à realização de um jantar privado, recebeu 149.931 visitantes (mais 24,2%), e o Palácio Nacional da Ajuda recebeu 126.240 (mais 80,6%).

Nos museus, o Museu Nacional dos Coches lidera as visitas, com 350.254 (menos 8,5% do que no ano anterior), seguido do Museu Nacional de Arte Antiga, com 212.669 (mais 21,1%), o Museu Nacional do Azulejo, com 193.444 (mais 20,5%), o Museu Nacional de Arqueologia, com 167.634 (mais 14,1%), e o Museu Nacional Machado de Castro, com 108.385 (menos 2%).

Com Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17