sicnot

Perfil

Desporto

Credores do Vitória de Setúbal ameaçam pedir insolvência da SAD

Um grupo de credores ameaça pedir a insolvência da SAD do Vitória de Setúbal se não receber parte dos créditos que tem no clube até ao meio-dia de sexta-feira, dia de Assembleia Geral Extraordinária do emblema do Bonfim.

Em comunicado, o grupo de credores, constituído por antigos jogadores, treinadores e funcionários do clube sadino ameaça pedir a insolvência da SAD do Vitória de Setúbal se não receber até sexta-feira a primeira prestação do PER (Processo Especial de Revitalização), que, alegadamente, lhes é devida desde o passado dia 9 de março. (Arquivo)

Em comunicado, o grupo de credores, constituído por antigos jogadores, treinadores e funcionários do clube sadino ameaça pedir a insolvência da SAD do Vitória de Setúbal se não receber até sexta-feira a primeira prestação do PER (Processo Especial de Revitalização), que, alegadamente, lhes é devida desde o passado dia 9 de março. (Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

Em comunicado, o grupo de credores, constituído por antigos jogadores, treinadores e funcionários do clube sadino ameaça pedir a insolvência da SAD do Vitória de Setúbal se não receber até sexta-feira a primeira prestação do PER (Processo Especial de Revitalização), que, alegadamente, lhes é devida desde o passado dia 09 de março.

A ordem de trabalhos da Assembleia Geral, que terá lugar a partir das 20:30, no Pavilhão Antoine Velge, tem apenas dois pontos: direitos de superfície sobre os terrenos do Bonfim e discussão e votação das contas de 2014, mas é provável que alguns associados questionem a direção sobre eventuais atrasos nos pagamentos a antigos jogadores e treinadores.

A agência Lusa tentou ouvir o presidente do Vitória de Setúbal, Fernando Oliveira, mas não foi possível o contacto com o dirigente sadino.
Lusa
  • "O polvo está perfeitamente à rasca"
    1:45
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As denúncias do Benfica estiveram em análise ontem no programa O Dia Seguinte da SIC Notícias. Rui Gomes da Silva considera graves algumas das acusações feitas pelos encarnados. Já Paulo Andrade e José Guilherme Aguiar consideram que tudo não passa de uma manobra de diversão do Benfica.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26