sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Santos promove cinco regressos para receção à Sérvia

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, promoveu hoje cinco alterações na equipa das quinas para a receção à Sérvia, a 29 de março, do Grupo I de qualificação para o Campeonato da Europa de 2016. O guarda-redes Ventura (Belenenses), os defesas Eliseu (Benfica), Antunes (Dínamo Kiev) e Fábio Coentrão (Real Madrid) e o avançado Hugo Almeida (Kuban Krasnodar) integram a lista de 24 convocados.

(LUSA/ ARQUIVO)

(LUSA/ ARQUIVO)

MIGUEL A. LOPES/ LUSA

Relativamente aos últimos jogos da equipa das "quinas", frente a Arménia e Argentina, Fernando Santos deixou de fora os defesas Raphael Guerreiro (Lorient), Tiago Gomes (Sporting de Braga), o médio Adrien (Sporting) e o avançado Hélder Postiga (Deportivo).

Além do encontro com a Sérvia, Portugal vai ainda disputar um particular com Cabo Verde, dois dias depois, sendo certo que os titulares na partida com a equipa de leste não vão estar no jogo marcado para o Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, cuja convocatória vai ser divulgada na segunda-feira.

Portugal ocupa o segundo lugar do Grupo I de qualificação para o Euro 2016, com seis pontos, menos um do que a Dinamarca (mais um jogo), e mais dois do que a Albânia, cinco do que a Sérvia e do que a Arménia.


Lista dos 24 convocados para Arménia e Argentina:

- Guarda-redes: Anthony Lopes (Lyon/Fra), Rui Patrício (Sporting) e Ventura (Belenenses).

- Defesas: Antunes (Dínamo Kiev, Ucr), Bosingwa (Trabzonspor/Tur), Bruno Alves (Fenerbahçe/Tur), Cédric (Sporting), Eliseu (Benfica), Fábio Coentrão (Real Madrid, Esp), Pepe (Real Madrid/Esp), José Fonte (Southampton/Ing) e Ricardo Carvalho (Mónaco/Fra).

- Médios: André Gomes (Valência/Esp), João Mário (Sporting), William Carvalho (Sporting), João Moutinho (Mónaco/Fra) e Tiago (Atlético Madrid/Esp)

- Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Esp), Danny (Zenit/Rus), Éder (Sporting de Braga), Hugo Almeida (Kuban Krasnodar, Rus), Nani (Sporting), Ricardo Quaresma (FC Porto) e Vieirinha (Wolfsburgo/Ale).


Lusa
  • As mulheres na clandestinidade durante o Estado Novo
    7:32

    País

    Não se sabe quantas mulheres portuguesas viveram na clandestinidade durante o Estado Novo, mas estiveram sempre lado a lado com os homens que trabalhavam para o Partido Comunista na luta contra a ditadura. Aceitavam serem separadas dos filhos e mudarem de identidade várias vezes ao longo dos anos. A história de algumas destas mulheres estão agora reunidas num livro que acaba de ser lançado.