sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto volta ao trabalho sem 11 internacionais

O FC Porto voltou hoje ao trabalho desfalcado de 11 futebolistas internacionais, pelo que 10 elementos da equipa B foram chamados por Julen Lopetegui para iniciar a preparação do jogo com o Marítimo.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

A visita aos madeirenses, a 2 de abril, para a meia-final da Taça da Liga, começou a ser preparada no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia sem boa parte da equipa habitualmente titular, com 11 elementos ao serviço de diversas seleções.

Os defesas Danilo (Brasil), Martins Indi (Holanda) e Reyes (México), os médios Herrera (México), Óliver Torres (Espanha sub-21) e Rúben Neves (Portugal sub-21) e os avançados Brahimi (Argélia), Quaresma (Portugal), Quintero (Colômbia), Aboubakar (Camarões) e Ricardo (Portugal sub-21) estão ao serviço das respetivas seleções.

O extremo espanhol Tello esteve ausente por motivos pessoais, enquanto o compatriota Adrián López, que recupera de lesão, realizou treino condicionado e trabalho de ginásio. 

O colombiano Jackson Martínez realizou tratamento e fez trabalho de ginásio, enquanto o espanhol Campaña, a contas com uma tendinite no adutor direito, também ficou pelo ginásio.

Estas ausências permitiram aos defesas David Bruno, Zé António, Leander Siemann e Diego Carlos, aos médios Leandro Silva, João Graça e Pité e aos avançados Roniel, Frédéric e Anderson, todos da equipa "B", mostrar-se ao treinador.

O FC Porto volta a treinar quarta-feira, novamente no Olival, às 10:30, com 15 minutos abertos à comunicação social.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.