sicnot

Perfil

Desporto

Nadador sul-coreano, suspenso por doping, poderá ir ao Rio2016 "se pedir desculpa"

O campeão olímpico sul-coreano de natação Park Tae-hwan, suspenso 18 meses por doping, poderá estar nos Jogos do Rio, em 2016, caso peça desculpa, disse esta quarta-feira o presidente da Federação de Natação da Coreia do Sul.

Campeão olímpico em 2008, o nadador sul-coreano foi suspenso por 18 meses pela Federação Internacional de Natação (FINA) por não ter comparecido a um teste de doping, depois de já ter tido uma análise positiva fora da competição, em setembro passado. (Arquivo)

Campeão olímpico em 2008, o nadador sul-coreano foi suspenso por 18 meses pela Federação Internacional de Natação (FINA) por não ter comparecido a um teste de doping, depois de já ter tido uma análise positiva fora da competição, em setembro passado. (Arquivo)

© David Gray / Reuters

Campeão olímpico em 2008, o nadador sul-coreano foi suspenso por 18 meses pela Federação Internacional de Natação (FINA) por não ter comparecido a um teste de doping, depois de já ter tido uma análise positiva fora da competição, em setembro passado.

"Vamos esperar que Park peça desculpa aos coreanos e depois disso tomaremos uma decisão, de acordo com os desejos da nossa sociedade", disse o presidente da federação local, Lee Ki-Heung.

A suspensão de Park termina a 2 de março de 2016, o que lhe permitiria estar no Rio2016, mas o Comité Olímpico Sul-Coreano criou em 2014 uma norma que obriga que atletas com testes positivos de doping fiquem afastados da competição por três anos.

"Haverá oportunidades para debater essa norma", disse o líder federativo, abrindo a porta a uma exceção para o mais laureado dos nadadores sul-coreanos.

Park conquistou a medalha de ouro nos 400 metros livres e a medalha de prata nos 200 nos Jogos Olímpicos de Pequim2008, tornando-se no primeiro nadador sul-coreano a obter uma medalha olímpica. 

Nos Jogos Olímpicos de Londres2012 viria a conquistar também a medalha de prata naquelas duas provas, além dos títulos mundiais nos 400 metros em 2007 e 2011.
Lusa
  • Depois do Fogo
    0:25

    Reportagem Especial

    Uma semana depois do incêndio de Pedrogão Grande são muitas as histórias de perda e de sobrevivência, mas também de solidariedade de pessoas anónimas, que não dormiram durante dias a fio, para apoiar na logística do difícil combate ao incêndio florestal mais mortífero de que há memória. Depois do Fogo, hoje no Jornal da Noite.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.