sicnot

Perfil

Desporto

"Se Ronaldo mexeu nos testículos deve ser sancionado"

O presidente da Liga espanhola de futebol profissional, Javier Tebas, afirmou hoje que "Ronaldo ou qualquer outro jogador da liga que mexa nos testículos deve ser sancionado".

© Paul Hanna / Reuters

"Não podemos permitir que se façam esses gestos, é preciso eliminá-los do futebol", disse Tebas, no final da Assembleia Geral da LFP, apesar de admitir que desconhece o código disciplinar da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

Cristiano Ronaldo mexeu nos testículos durante o encontro entre o FC Barcelona e o Real Madrid (2-1), enquanto se dirigia ao árbitro, que o tinha admoestado com um cartão amarelo.

Segundo Tebas, o jogador do Real Madrid, que viu o cartão cinco minutos depois de ter apontado o golo dos madridistas, terá feito o gesto, enquanto dizia ao árbitro: "Mateu, gostas é?".

O presidente da LFP considerou, por outro lado, que disputar o Mundial 2022, no Qatar, nos meses de novembro e dezembro vai "trazer danos tremendos para as ligas europeias".

Tebas explicou que as ligas europeias vão reunir, na quinta-feira, em Genebra, para debater o assunto, e não descartou a hipótese de apresentar uma queixa junto do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

O Comité Executivo da FIFA anunciou na quinta-feira que o Mundial2022 vai ser disputado em novembro e dezembro de 2022, com a final marcada para 18 de dezembro.



Lusa
  • "Fiquei absolutamente perplexo com a escolha de Elina Fraga"
    0:43

    País

    Rogério Alves diz que ficou perplexo com a escolha de Elina Fraga para a vice-presidência do PSD. Em declarações à TSF e Diário de Notícias, o antigo bastonário da Ordem dos Advogados lembra as divergências com o governo de Passos Coelho, sobretudo em matérias de justiça.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07