sicnot

Perfil

Desporto

Final da Taça da Liga marcada para 28 de maio

A Comissão Executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) deliberou marcar o jogo da final da Taça da Liga entre o Benfica e o Marítimo para o dia 28 de maio, em Coimbra, informou hoje o organismo. A primeira data da final era 25 de abril, no mesmo fim de semana do clássico Benfica-FC Porto.

HOMEM DE GOUVEIA

A decisão foi tomada após a obtenção de um acordo por parte das SAD do Benfica e do Marítimo, faltando apenas indicar a hora da partida, o que será feito oportunamente. 

A LPFP informa ainda que os jogos da 30.ª jornada na I Liga de futebol se disputarão no dia e à hora oficial, ou seja, a 26 de abril.

A final da Taça da Liga chegou a estar marcada para o dia 25 de abril, véspera da data prevista para a realização da 30.ª jornada da Liga que inclui o 'clássico' entre o Benfica e o FC Porto, na Luz, que pode ser decisivo para a atribuição do título.

A cumprir-se esta calendarização obrigaria a Liga a adiar os jogos da 30.ª jornada entre o Benfica e o FC Porto, na Luz, e entre o Estoril e o Marítimo, na Amoreira, programados para 26 de abril. 

A data agora escolhida para a realização da final ocorre logo após a 34.ª e última jornada do campeonato, a qual inclui a receção do Benfica ao Marítimo, o que significa que as duas equipas se vão encontrar duas vezes no espaço de quatro dias. 


Com Lusa
  • "Este é o elefante na sala sobre a saúde!"
    1:43

    País

    Catarina Martins acusa o Governo de estar alinhado com a direita na promoção de negócios privados na área da saúde. O Bloco de Esquerda quer uma nova lei de bases aprovada até ao final da legislatura e arrancou ontem com um ciclo nacional de sessões públicas para defender o Serviço Nacional de Saúde.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05