sicnot

Perfil

Desporto

Tenista suíça Martina Hingis regressa à Fed Cup 17 anos depois

A tenista Martina Hingis foi hoje convocada para a seleção suíça da Fed Cup, um regresso que acontece depois de 17 anos de ausência, para enfrentar a Polónia, num play-off de acesso ao Grupo Mundial.  

© USA Today Sports / Reuters

Hingis, de 34 anos, não representava a Suíça desde a final da Fed Cup de 1998, quando a equipa da casa perdeu a final da principal prova de seleções femininas do ténis, em Genebra, com a Espanha. 

O seu regresso à seleção nacional era esperado, uma vez que a tenista, que regressou aos courts em 2013 para jogar pares, está obrigada a jogar na Fed Cup de modo a cumprir o seu sonho de jogar pares mistos nos Jogos Olímpicos de 2016. 

Depois de um primeiro abandono, anunciado em fevereiro de 2003, a cinco vezes vencedora de torneios de Grand Slam e número um mundial durante 209 semanas regressou em 2006, antes de se retirar novamente em novembro de 2007, devido a um controlo positivo por cocaína. 

Desde que regressou aos courts há duas temporadas, Hingis tem somado triunfos, tendo vencido a variante de pares mistos do Open da Austrália deste ano ao lado do indiano Leander Paes.

A Suíça, que, além da antiga número um mundial, poderá contar com Timea Bacsinszky, Stefanie Vögele e Viktorija Golubic, vai tentar garantir, em Zielona Gora (Polónia), entre 18 e 19 de abril, o regresso ao Grupo Mundial da Fed Cup, patamar em que não está desde 2004.

Lusa 

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.