sicnot

Perfil

Desporto

Encaixe de 21 milhões na "Champions" já é o maior do FC Porto desde 2004

A presença nos 'quartos' da Liga dos Campeões de futebol já valeu ao FC Porto um encaixe de 21 milhões de euros em prémios de participação, valor somente superado pelos 27 da conquista do título em 2003/04.

Lusa

Aos 8,6 milhões que cabem a cada um dos 32 clubes pela participação na fase de grupos, o FC Porto juntou cinco correspondentes a prémios de desempenho, designadamente um por cada uma das quatro vitórias obtidas e 500 mil euros por cada um dos dois empates.

Os resultados permitiram-lhe terminar o Grupo H como primeiro classificado e qualificar-se para os oitavos de final, um pulo que o sistema de distribuição de receitas da UEFA premeia esta época com 3,5 milhões de euros.

Nos oitavos de final, o empate em Basileia (1-1) foi 'corrigido' em casa, com uma goleada sobre os suíços (4-0), e o FC Porto apurou-se para os quartos de final, embolsando por isso mais 3,9 milhões, para um total de 21.

Este valor ainda não cobre o investimento em Adrián López (11 ME), Martins Indi (7,7), Brahimi (6,5) e Aboubakar (3,0), mas já é o segundo maior encaixe dos 'dragões' desde os 27 milhões que receberam quando ganharam a Liga dos Campeões em 2003/04, época em que os prémios distribuídos pela UEFA não eram tão elevados quanto agora.

O Bayern Munique é o obstáculo que se segue, com jogos quarta-feira, no Porto, e a 21 de abril, na Alemanha. Ultrapassar o bicampeão alemão e vencedor da 'Champions' de 2012/13 representa um reforço 4,9 milhões para os 'cofres' do Dragão.

O FC Porto apenas conseguirá bater o valor recebido em 2003/04 se voltar a chegar à final. Nesse caso, se não ganhar, arrecada mais 6,5 milhões, para um total de 32,4, enquanto a conquista do troféu, que vale 10,5 milhões, garante um encaixe global de 36,4 milhões.

Das cinco épocas anteriores, sem contabilizar as verbas dos direitos televisivos, a de 2012/13 foi a mais lucrativa, já que a presença na fase grupos e nos oitavos de final garantiu 16,6 milhões. Seguem-se a de 2009/10 (12,1 ME - oitavos de final), a de 2013/14 (10,6), a de 2011/12 (9,6) e a 2010/11, em que a conquista da Liga Europa valeu apenas 6,3 milhões.

Ao longo dos anos, os valores distribuídos pela UEFA aos participantes na Liga dos Campeões têm vido a crescer e vão voltar a ter um incremento no período 2015/2018, em que só a presença na fase de grupos passa a valer 12 ME, acrescidos de 1,5 ME por vitória e 500 mil euros por empate.

Os apurados para os oitavos de final recebem 5,5 ME e os qualificados para os 'quartos' encaixam 6 ME. Chegar às meias-finais vale 7 ME, ao passo que o finalista vencido tem direito a 10,5 e o vencedor ganha 15 ME, quase 50 por cento mais do que vai receber o campeão deste ano.