sicnot

Perfil

Desporto

Pai de Jules Bianchi assume "tortura diária"

O pai de Jules Bianchi assumiu hoje a "tortura diária" vivida pelo piloto francês e pela sua família desde o grave acidente ocorrido a 05 de outubro de 2014, durante o Grande Prémio do Japão de Fórmula 1.

© Issei Kato / Reuters

"O nosso universo entrou em colapso no dia 05 de outubro de 2014", sintetizou Philippe Bianchi, em entrevista ao jornal francês Nice-Martin, aludindo ao embate do piloto da Marussia com a grua que estava a tentar remover o carro do alemão Adrian Sutil (Sauber), que se tinha despistado no local.

O jovem, de 25 anos, permanece em coma, respirando agora sem assistência, numa unidade hospitalar de Nice, para onde foi transferido depois dos cuidados iniciais no hospital de Mie, no Japão, mas o seu pai decidiu partilhar o seu estado "por respeito a todas as pessoas que continuam a enviar diariamente a Jules desejos e mensagens encorajadoras".  

"Jules é jovem. Ele é muito forte fisicamente, pois sobreviveu a um choque muito grande. Tenho muito orgulho dele, sempre tive. Temos esperança de evolução. De tempo em tempo, ao lado dele na cama, vemos que as coisas estão a acontecer. Às vezes ele fica mais ativo, mexe-se mais e a sua mão treme. Mas será mero reflexo ou algo real? É difícil saber. O mais importante é que ele está a ser acompanhado por excelentes especialistas", referiu Philippe Bianchi.

O pai do piloto assume a "dor infinita" a "tortura diária" perante a incerteza sobre a recuperação do filho, cuja condição, "do ponto de vista médico, é estável, é bastante autónoma, sem nenhum problema físico". 

"Todos os órgãos estão a trabalhar sem assistência. Mas, por enquanto, ele permanece inconsciente, em coma", sublinhou, acrescentando que os médicos asseguram não haver qualquer intervenção neurológica a fazer.

"O mais importante é estimular o Jules, para que ele sinta uma presença constante ao seu lado. É por isso que nos revezamos a cada dia, a mãe, a irmã, o irmão e eu. Ele também tem Gina, a namorada, que vive aqui agora", realçou Philippe Bianchi, agradecendo a "motivação fabulosa" de todos os que pensam e rezam pelo seu filho.









Lusa
  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31