sicnot

Perfil

Desporto

Benfica-FC Porto pode gerar 23 milhões de euros

O jogo no domingo entre Benfica e FC Porto, da 30.ª jornada da I Liga de futebol, vai gerar um volume de receitas de 23 milhões, indica um estudo realizado pelo Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM). 

O encontro irá opôr Real e Atlético de Madrid, no próximo dia 24, no Estádio da Luz. (Reuters/Arquivo)

O encontro irá opôr Real e Atlético de Madrid, no próximo dia 24, no Estádio da Luz. (Reuters/Arquivo)

© David Gray / Reuters

O estudo prevê que "a partida gere um encaixe de três milhões de euros, provenientes da venda de mais de 65 mil bilhetes (...) bem como dos gastos dos adeptos em restauração nas imediações e dentro do estádio, de ações promocionais, publicidade, direitos televisivos, segurança e hospitalidade".

No que se refere às receitas indiretas, nas quais são contabilizados aspetos como deslocações ao estádio, consumos em casa e na restauração, apostas e publicidade, o estudo prevê que sejam geradas receitas de "20 milhões de euros, que representam 87% do impacto global".

O IPAM diz que uma pesquisa recente revela que 73% dos adeptos assistem aos jogos em casa com os amigos, sendo que a esmagadora maioria consome aperitivos, cervejas e pizzas que representam um consumo por pessoa entre os oito e os 12 euros.   

O estudo de impacto económico refere ainda que as receitas indiretas "ultrapassam em muito o que é habitual no futebol português" e considera que a importância do jogo no desfecho da I Liga ajuda a explicar o "efeito mobilizador do clássico".

"Tal como há duas épocas, é real a possibilidade de só encontrarmos o campeão no último segundo do campeonato. Um cenário que, independentemente do desfecho (...) encontrará na economia nacional um vencedor antecipado", perspetiva Daniel Sá, diretor do IPAM Porto e coordenador do estudo.

O Benfica, líder da I Liga, e o FC Porto, segundo classificado, a três pontos, defrontam-se no domingo, a partir das 17:00, no Estádio da Luz, em jogo será dirigido pelo árbitro Jorge Sousa, do Porto.

Lusa
  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.