sicnot

Perfil

Desporto

Chelsea de José Mourinho sagra-se campeão de Inglaterra pela quinta vez

O treinador português de futebol José Mourinho recuperou em 2014/15 o estatuto de ganhador, ao conduzir o Chelsea ao triunfo na Primeira Liga inglesa e na Taça da Liga, aumentando o seu palmarés para 22 títulos.

© Reuters Staff / Reuters

Mourinho venceu em março a Taça da Liga inglesa, com um 2-0 ao Tottenham, e hoje, pouco mais de dois meses volvidos, arrecadou a 'Premier League', com um triunfo caseiro face ao Crystal Palace: tem agora três 'exemplares' de cada.

Depois de quase dois anos e meio de 'seca', o técnico luso voltou a ganhar, mas, uma vez mais, não se livrou de inúmeras críticas, de 'resultadista' a promotor de um futebol 'aborrecido', com risco zero e sempre calculista.

A eliminação na 'Champions', nos 'quartos', perante o Paris Saint-Germain, após um jogo em que 'Mou' especulou sempre, mesmo contra 10 quase todo o encontro, marcou a época, pela negativa, sem esquecer o escandaloso desaire caseiro (2-4) com o Bradford, do terceiro escalão, na quarta ronda da Taça.

Além dos resultados, Mourinho esteve também em evidência, como habitualmente, nas conferências de imprensa, antes e depois dos jogos, queixando-se um pouco de tudo e de todos, com as dificuldades de sempre em aceitar resultados negativos.

A 'criatividade' do técnico luso teve o seu ponto alto após a primeira derrota no campeonato, à 15.ª ronda, no reduto do Newcastle (1-2), em que 'culpou' os 'apanha-bolas'.

"Podia ter havido 20 minutos de descontos, mas a situação teria sido a mesma, porque aconteceram coisas fora do campo que o árbitro não podia controlar. O árbitro não pode punir os 'apanha-bolas' que desaparecem com a bola, o árbitro não pode punir os adeptos que ficam com a bola", queixou-se.

De resto, foi dentro do habitual, as críticas aos árbitros e aos comités da competição, sem esquecer os alegados privilégios ao Manchester City, enquanto este esteve na corrida, nomeadamente por causa do 'fair-play' financeiro.

Quanto à equipa londrina, José Mourinho escolheu um 'onze' no início da época e levou-o até ao fim, apenas efetuando alterações muito pontuais, quase sempre devido a lesões e castigos.

O titular com menos encontros no 'onze' foi Diego Costa (23 jogos), vítima de sucessivos problemas físicos, enquanto dos habituais suplentes, o médio Ramires foi o que contabilizou mais jogos de início (11).

As substituições também foram as da ordem, com a entrada várias vezes de Obi Mikel, Ramires ou Zouma para junto de Matic à frente da defesa, para suster o adversário, depois de a equipa ganhar vantagem no marcador.

De resto, foi quase sempre Courtois na baliza, uma defesa com Ivanovic, Terry, Cahill e Azpilicueta, um meio-campo com Matic, Oscar, Hazard, Willian e Cesc Fàbregas e um ataque preenchido por Diego Costa.

A meio, Mourinho dispensou Schürrle, vendido ao Wolfsburgo, e contratou Cuadrado, à Fiorentina, mas o colombiano pouco foi utilizado, acabando por ser bem menos útil do que foi o germânico na primeira metade da época.

Lusa
  • Mourinho fala do Real Madrid, do campeonato inglês e responde aos críticos
    9:35

    Desporto

    O Chelsea pode garantir, este domingo frente ao Crytal Palace, a conquista do campeonato inglês. Depois da Taça da Liga, José Mourinho está a uma vitória de mais um título. Em entrevista à SIC, o treinador português falou sobre a passagem pelo Real Madrid, do campeonato inglês e respondeu aos críticos que consideram o futebol do Chelsea pouco atrativo.

  • Entrevista a José Mourinho hoje no Jornal da Noite da SIC
    1:27

    Desporto

    O Chelsea pode garantir este domingo. frente ao Crytal Palace, a conquista do campeonato inglês. Depois da Taça da Liga, José Mourinho está a uma vitória de mais um título. Em entrevista à SIC, o treinador português respondeu aos críticos que consideram o futebol do Chelsea pouco atrativo. A entrevista pode ser vista hoje no Jornal da Noite da SIC e uma versão mais alargada às 22:00 no Jornal de Sábado da SIC Notícias.

  • Mourinho revela que confia no trabalho de Fernando Santos na seleção
    1:24

    Desporto

    José Mourinho está tranquilo com Fernando Santos ao comando da seleção nacional e não descarta a possibilidade de Portugal chegar à final do Europeu. Em entrevista à revista da Federação Portuguesa de Futebol, Mourinho falou sobre as escolhas do selecionador na fase de apuramento para o Campeonato da Europa.

  • "Sobre este pântano, não é possível jogar futebol seriamente na próxima época"
    4:46

    Opinião

    David Borges esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, da SIC Notícias, onde analisou as acusações do FC Porto ao Benfica, no caso dos e-mails. O comentador da SIC disse que falta saber se "tudo é verdade" e se os documentos são verdadeiros, o que compete ao Ministério Público apurar. David Borges defendeu ainda que era "bom" que a investigação decorresse de forma rápida e profunda; e não acredita que perante a polémica, se consiga jogar "futebol seriamente", na próxima época.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Trump volta a garantir que não tentou interferir na investigação do FBI
    0:17

    Mundo

    O Presidente dos EUA reitera que não tentou interferir na investigação do FBI em relação às alegadas interferências da Rússia nas eleições presidenciais. Questionado sobre as gravações das conversas que manteve com o ex-diretor da polícia de investigação, James Comey, Donald Trump prometeu esclarecimentos num futuro breve.

  • "A informação pode ter saído depois da hora do exame de Português"
    1:19

    País

    O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais diz que é preciso aguardar pelas conclusões do relatório sobre a alegada fuga de informação do exame nacional de Português. Jorge Ascensão defende que a investigação deve causar o mínimo de impacto aos alunos que realizaram a prova.