sicnot

Perfil

Desporto

Nani admite que será "difícil" continuar no Sporting

O futebolista Nani, que está no Sporting por empréstimo do Manchester United, afirmou esta terça-feira que será "difícil" continuar no clube de Alvalade na próxima temporada e admitiu que, neste momento, tem "outras ambições".

"Os adeptos pedem-me para ficar, mas todos sabemos que é difícil, porque tenho contrato com o Manchester United e as minhas ambições são outras neste momento", afirmou Nani. (Arquivo)

"Os adeptos pedem-me para ficar, mas todos sabemos que é difícil, porque tenho contrato com o Manchester United e as minhas ambições são outras neste momento", afirmou Nani. (Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

"Os adeptos pedem-me para ficar, mas todos sabemos que é difícil, porque tenho contrato com o Manchester United e as minhas ambições são outras neste momento", afirmou Nani.

O internacional português, que falava aos jornalistas em Lisboa, à margem de uma inauguração de uma loja de uma marca desportiva, considerou que passou um "ano muito positivo" no Sporting e que espera terminar a época "em grande", com a conquista da Taça de Portugal.

"Estou muito feliz pelo ano que passei no Sporting. Foi uma excelente época, ajudei o Sporting naquilo que pude e agora é terminar em grande. O resto logo se verá", referiu. 

Sobre o título nacional, Nani admitiu que o Benfica, se confirmar o primeiro lugar até ao final do campeonato, será um justo campeão.

"Ganhou mais jogos, foi o mais regular em todo o campeonato e se ganhar é justo", disse.

No evento, Nani também distribuiu autógrafos a algumas dezenas de adeptos que compareceram no Centro Comercial Colombo, na companhia do atleta Nelson Évora, medalha de ouro do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008 e mais recentemente campeão europeu em pista coberta.  
Lusa
  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.