sicnot

Perfil

Desporto

Turco Cüneyt Çakir vai apitar final da Liga dos Campeões

A final da Liga dos Campeões em futebol, que será disputada a 6 de junho em Berlim, entre a Juventus e o Barcelona, será arbitrada pelo turco Cüneyt Çakir, anunciou esta segunda-feira a UEFA em comunicado.

Árbitro internacional desde 2006, Çakir, de 38 anos, dirigiu na sua carreira 70 partidas da UEFA, nomeadamente os oitavos de final da 'Champions' entre o Paris SG e o Chelsea. (Arquivo)

Árbitro internacional desde 2006, Çakir, de 38 anos, dirigiu na sua carreira 70 partidas da UEFA, nomeadamente os oitavos de final da 'Champions' entre o Paris SG e o Chelsea. (Arquivo)

© Michael Dalder / Reuters

Árbitro internacional desde 2006, Çakir, de 38 anos, dirigiu na sua carreira 70 partidas da UEFA, nomeadamente os oitavos de final da 'Champions' entre o Paris SG e o Chelsea. 

Os assistentes serão Bahattin Duran e Tarik Ongun, também de nacionalidade turca. O quarto árbitro será o sueco Jonas Eriksson e os dois árbitros adicionais os turcos Hüseyin Göcek e Baris Simsek.

A equipa de arbitragem fica completa com o árbitro assistente, Mustafa Emre Eyisoy, também turco. 

A final da Liga Europa, disputada a 27 de maio em Varsóvia entre o Dnipro e o Sevilha, será arbitrada pelo inglês Martin Atkinson (44 anos).
Lusa
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41