sicnot

Perfil

Desporto

Beto quer voltar a ser opção no Sevilha para fase final da época

O guarda-redes português do Sevilha, Beto, que só participou num jogo nos últimos três meses, afirmou esta quarta-feira que deseja voltar a ser uma "opção útil" para o treinador nos últimos dois jogos de futebol oficiais da época.

Beto assegurou que chega à final da Liga Europa, título que o Sevilha pode revalidar se vencer os ucranianos do Dnipro, "em perfeitas condições" depois de duas semanas seguidas a "treinar bem, sem dores nem mazelas", razão pela qual se considera uma "opção válida" para o treinador Unai Emery. (Arquivo)

Beto assegurou que chega à final da Liga Europa, título que o Sevilha pode revalidar se vencer os ucranianos do Dnipro, "em perfeitas condições" depois de duas semanas seguidas a "treinar bem, sem dores nem mazelas", razão pela qual se considera uma "opção válida" para o treinador Unai Emery. (Arquivo)

Andres Kudacki / AP

Beto assegurou que chega à final da Liga Europa, título que o Sevilha pode revalidar se vencer os ucranianos do Dnipro, "em perfeitas condições" depois de duas semanas seguidas a "treinar bem, sem dores nem mazelas", razão pela qual se considera uma "opção válida" para o treinador Unai Emery.

O guarda-redes português advertiu para os "bons atacantes" do Dnipro e elogiou o rival na luta pela titularidade na baliza sevilhana, Sergio Rico, a quem viu "dar uma boa resposta" durante a sua ausência e sobre quem reconhece ter "crescido bastante".

Já o lateral-direito Diogo Figueiras, compatriota de Beto, garantiu que o plantel do Sevilha está "focado no Málaga", último adversário na Liga, no sábado, apesar da proximidade da final da Liga Europa, dois embates que, disse, "gostaria de jogar".

"Queremos ficar em quarto lugar e ganhar a final, mas não acho que sejamos favoritos. Não o éramos no início da competição nem na época anterior. Numa final não há favoritos", rematou Diogo Figueiras.
  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.