sicnot

Perfil

Desporto

Rui Gonçalves saiu da unidade de cuidados intensivos mas continua internado

O português Rui Gonçalves, que sofreu no sábado uma violenta queda no Grande Prémio da Grã-Bretanha, do Mundial de motocrosse, saiu esta quarta-feira da unidade de cuidados intensivos do hospital de Southampton.

O acidente do 'motard' português aconteceu no sábado na pista de Matterley Basin, numa zona rápida, durante os treinos cronometrados para a sétima jornada do Campeonato, e, na ocasião, o piloto ficou inconsciente, não se recordando dos motivos da queda. (Arquivo)

O acidente do 'motard' português aconteceu no sábado na pista de Matterley Basin, numa zona rápida, durante os treinos cronometrados para a sétima jornada do Campeonato, e, na ocasião, o piloto ficou inconsciente, não se recordando dos motivos da queda. (Arquivo)

© Ints Kalnins / Reuters

Em  comunicado, a Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) revelou, no entanto, que o piloto transmontano "irá continuar mais algum tempo" internado, devido "à extensão das lesões sofridas".

"Além de um pneumotórax, Rui Gonçalves tem dez costelas fraturadas, quatro das quais em dois pontos cada. Como tal, permanece sob atenta vigilância médica numa enfermaria normal de recobro", acrescenta a FMP. 

Rui Gonçalves realizou na terça-feira novos exames, nomeadamente uma ressonância magnética, e aguarda agora os resultados.

O acidente do 'motard' português aconteceu no sábado na pista de Matterley Basin, numa zona rápida, durante os treinos cronometrados para a sétima jornada do Campeonato, e, na ocasião, o piloto ficou inconsciente, não se recordando dos motivos da queda. 

Rui Gonçalves, de 30 anos, compete no Mundial de Motocrosse desde 2002, tendo sido vice-campeão do mundo na classe MX2 em 2009. 

Na época seguinte subiu à classe principal, atualmente designada MXGP, na qual cumpre a sua sexta temporada consecutiva. 
Lusa
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47