sicnot

Perfil

Desporto

Penafiel admite agir judicialmente contra Federbet

O Penafiel admitiu hoje agir judicialmente contra a Federbet, empresa que esta semana fez uma denúncia sobre uma possível viciação do resultado do jogo com o Benfica, referente à 32ª jornada da I Liga de futebol.

© Hugo Correia / Reuters

Em comunicado, o clube duriense repudia "de forma veemente o envolvimento do seu nome na situação referida" e garantiu que vai definir qual será o próximo passo em relação a esta situação após reunião dos órgão sociais do clube, deixando no ar a possibilidade de agir judicialmente.

"É com enorme estupefação que vemos o nome do Clube associado a tal situação, mais ainda quando a denúncia parte de uma empresa privada que, há já largo tempo, tem vindo a oferecer os seus préstimos à Liga Portugal, conforme comunicado emitido ontem [terça-feira] pela própria Liga e onde o órgão que representa os clubes profissionais informa que fará uma participação junto da Procuradoria-Geral da República", pode ler-se no comunicado do Penafiel publicado nas redes sociais.

O clube esclareceu ainda que vai aguardar "serenamente, o contacto da Federbet e o resultado da investigação que os mesmos certamente farão", referindo, nesse sentido, que nada terão a esconder.

A Federbet, organismo que vigia as apostas online, apresentou na terça-feira, no Parlamento Europeu, em Bruxelas, o relatório anual de 2015 sobre "jogos viciados", apontando que Portugal é um dos países onde o fenómeno mais cresceu na última temporada.

Segundo o secretário-geral da Federbet, Francesco Baranca, a II Liga é uma competição "doente", mas na lista de jogos suspeitos neste relatório também surge uma partida da I Liga, envolvendo o bicampeão Benfica e o despromovido Penafiel, que terminou com uma goleada de 4-0 para os 'encarnados'.



Lusa
  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC