sicnot

Perfil

Desporto

União da Madeira vai apresentar queixa-crime contra Federbet

O União da Madeira, que subiu à I Liga de futebol, revelou esta quarta-feira que irá apresentar uma queixa-crime contra os autores do relatório da Federbet, empresa que esta semana fez uma denúncia sobre uma possível viciação do resultados.

Em comunicado emitido pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), é referido que o União da Madeira irá utilizar o estádio do Centro Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava, na condição de visitado para os jogos da I Liga. (Arquivo)

Em comunicado emitido pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), é referido que o União da Madeira irá utilizar o estádio do Centro Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava, na condição de visitado para os jogos da I Liga. (Arquivo)

MANUEL DE ALMEIDA / Lusa

Esta queixa-crime virá na sequência das notícias que apontavam para a existência de viciação de resultados em diversas partidas dos dois campeonatos profissionais, entretanto já contestadas pela Liga, presidida por Luís Duque.

Um dos jogos em causa refere-se ao que opôs o União da Madeira e ao Académico de Viseu, que terminou com a vitória dos madeirenses por 4-2, com quatro golos de Mendy.

Em comunicado, o clube madeirense informa que irá "apresentar uma queixa-crime contra os autores do relatório realizado pela Federbet", ressalvando que "as suspeitas lançadas sobre o União da Madeira não mais são do que uma extrapolação difamatória sem qualquer fundamento". 

A concluir, o comunicado refere mesmo que a suspeita levantada é "uma verdadeira patetice".

A Federbet, organismo que vigia as apostas 'online', apresentou na terça-feira, no Parlamento Europeu, em Bruxelas, o relatório anual de 2015 sobre "jogos viciados", apontando que Portugal é um dos países onde o fenómeno mais cresceu na última temporada.

Segundo o secretário-geral da Federbet, Francesco Baranca, a II Liga é uma competição "doente".
Lusa
  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos poucos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Pensões vão subir em janeiro

    Economia

    As pensões vão subir entre 1 e 1,8% em janeiro próximo. O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou esta quinta-feira o valor da inflação, que vai definir a atualização das reformas em 2018.

  • Investigação australiana recomenda fim do celibato na Igreja Católica

    Mundo

    Uma investigação australiana sobre abuso sexual de crianças recomendou hoje à Igreja Católica que levante a exigência de celibato ao clero, de acordo com o relatório final. O mesmo documento, com 189 recomendações e 17 volumes, indicou que deve também ser esclarecido até onde vai o segredo da confissão quando estão em causa provas de crimes contra menores.

  • Trabalhos de estabilização de solos nas áreas ardidas começam na Lousã
    1:24

    País

    Vários concelhos afetados pelos incêndios estão a começar a receber uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas. O trabalho arrancou esta quinta-feira na zona da Lousã e tem como objetivo reduzir o impacto da chuva nos terrenos afetados pelos fogos. Nos trabalhos, estão presentes o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro e a Força Especial de Bombeiros.

  • Anúncio de lince ibérico no OLX sob investigação
    1:25

    País

    A GNR está a investigar um anúncio de venda de um lince ibérico no site de classificados OLX. As autoridades admitem poder tratar-se de uma bricandeira, mas sendo o lince uma espécie protegida e a sua captura e venda um crime, o caso está a ser investigado. O anúncio foi entretanto retirado do site.