sicnot

Perfil

Desporto

Allegri defende que Juventus precisa de marcar para ganhar Liga dos Campeões

O treinador da Juventus, Massimiliano Allegri, assumiu esta sexta-feira que a sua equipa precisa de marcar para poder sonhar com o triunfo frente ao Barcelona, na final da Liga dos Campeões de futebol.

Na antevisão da final de sábado, que será disputada no estádio Olímpico de Berlim, o técnico italiano confessou que já pensou numa estratégia para parar Lionel Messi e companhia.

Na antevisão da final de sábado, que será disputada no estádio Olímpico de Berlim, o técnico italiano confessou que já pensou numa estratégia para parar Lionel Messi e companhia.

UEFA HANDOUT

"Mais do que limitar o jogo do 'Barça', temos que pensar em como podemos marcar-lhes um golo", disse Allegri, manifestando-se convicto de que "o termómetro na final estará no centro do campo".

Na antevisão da final de sábado, que será disputada no estádio Olímpico de Berlim, o técnico italiano confessou que já pensou numa estratégia para parar Lionel Messi e companhia. 

"Mas são jogadores extraordinários e temos de fazer um jogo muito, muito bom. Vamos jogar contra uma equipa muito técnica e nós temos de fazer um grande encontro, também desde o ponto de vista técnico, se queremos ter hipóteses", argumentou. 

Massimiliano Allegri admitiu que a final da Liga dos Campeões vai ser o jogo mais importante da vida de todos os elementos da Juventus e que espera que a sua equipa tenha "um pouco de sorte" para derrotar o Barcelona. 

O italiano lamentou a ausência do líder da defesa da 'Juve', o lesionado Giorgio Chiellini: "Tenho pena por ele, porque jogou todos os jogos da 'Champions' e fez uma temporada fantástica". 

Também Gianluigi Buffon apontou o favoritismo ao 'Barça'. "É impossível que uma equipa que tem jogadores como Messi, Neymar e Luis Suárez, e até Iniesta atrás deles, não seja favorita", explicou.  

No entanto, o eterno guarda-redes da Juventus salientou que a equipa italiana não se apresentará no estádio Olímpico de Berlim como uma "vítima" pronta para o sacrifício. 

"Seguramente que nenhum de nós tinha pensado chegar à final este ano, por várias razões, fundamentalmente pela mudança de treinador. Na realidade, esperávamos construir algo para estar aqui nos próximos dois ou três anos", revelou, referindo-se à substituição de Antonio Conte por Massimiliano Allegri

Por isso, Buffon vê a final deste sábado como uma prenda, que chegou antes do previsto: "Foi algo inesperado e, como todas as surpresas inesperadas, causa-nos muita emoção e alegria", assumiu o guarda-redes italiano, que, aos 37 anos, estará pela segunda vez na final da 'Champions', depois da que perdeu nos penáltis, contra o AC Milan, em Manchester, em 2003. 

O seu companheiro na defesa Leonardo Bonucci admitiu que a sua equipa está "um degrau abaixo" do conjunto catalão, mas demonstrou que a Juventus tem a lição bem estudada, apontando a anulação do trabalho criativo do meio campo do FC Barcelona como a chave para a vitória. 

"Não será só a linha de ataque do Barcelona contra a linha defensiva da 'Juve', mas sim um jogo entre duas grandes equipas", disse, destacando que os catalães são tão fortes no ataque como na defesa. 

Lusa
  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.