sicnot

Perfil

Desporto

Braga acusa Sérgio Conceição de insultar e ameaçar António Salvador

O Sporting de Braga instaurou hoje um processo disciplinar a Sérgio Conceição tendo em vista o seu despedimento com justa causa, na sequência de "graves factos ocorridos após o jogo da final da Taça de Portugal" de futebol. 

O treinador do Sporting de Braga, Sérgio Conceição. (Arquivo)

O treinador do Sporting de Braga, Sérgio Conceição. (Arquivo)

LUSA

Segundo um comunicado da SAD 'arsenalista', na passada quarta-feira, o treinador insultou e ameaçou agredir o presidente do clube, António Salvador, situação que precipitou este desenlace. 

"Não estando em causa o mérito do trabalho desenvolvido por Sérgio Conceição, que, na perspetiva da administração da SAD, logrou atingir os objetivos a que nos propusemos no início da época, o certo é que se tornou claro para o Sporting de Braga que o caráter conflituoso, autoritário e agressivo deste treinador, exibido em diversos episódios a que assistimos ao longo da temporada, perante dirigentes de outras coletividades e até associados do Sporting de Braga, não conhece limites", pode ler-se.

O mesmo comunicado conta que, após ter tomado conhecimento da mensagem de António Salvador aos adeptos do Sporting de Braga no dia seguinte à derrota com o Sporting no Jamor, tendo notado o dirigente que, "na maior parte das vezes, a surpresa é fruto da incompetência", o treinador "delineou uma estratégia de rutura com a SAD, começando por enviar a seguinte mensagem por SMS ao presidente António Salvador: "'Muito bem, presidente. Fomos incompetentes? Boa maneira de sacudir a água do capote? A partir de agora podem livremente procurar alguém com competência'".

Dois dias depois, no dia 03 de junho, Sérgio Conceição, "nas instalações do Sporting de Braga, recusou-se a cumprimentar o presidente na presença de toda a equipa técnica, ao mesmo tempo que lhe dirigiu insultos e ameaças de agressão de uma forma desabrida e tempestuosa, num incidente que foi testemunhado por elementos da estrutura e da equipa de futebol profissional que esperava o início do treino".

"Nas reuniões que se seguiram, verificou-se não existir da parte do treinador qualquer tipo de arrependimento, porquanto este persistiu no mesmo tipo de comportamento, demonstrando não respeitar a estrutura diretiva do Sporting de Braga e tornando insustentável a continuidade do treinador ao serviço do nosso clube", lê-se.

Face ao sucedido, que coloca em causa "a coesão que sempre existiu na estrutura do clube, ferindo também o seu bom nome e honorabilidade, e particularmente face aos factos da passada quarta-feira, que comprometem de forma absoluta a possibilidade de manutenção do vínculo deste treinador, foi-lhe já entregue a nota de culpa tendente ao seu despedimento, seguindo o processo os trâmites legais".

O comunicado termina referindo que Sérgio Conceição está suspenso de toda a atividade no clube a partir desta segunda-feira.

O Sporting de Braga terminou o campeonato em quarto lugar, apurando-se para a Liga Europa, e deixou escapar nos últimos instantes a conquista da Taça de Portugal após perder com o Sporting no desempate por grandes penalidades, após empate no tempo regulamentar e após prolongamento (2-2). 

Os minhotos, que jogaram com mais uma unidade durante 100 minutos, venciam por 2-0 até aos 84 minutos e permitiram o golo do empate aos 90+3.