sicnot

Perfil

Desporto

Fiorentina demite treinador acusando-o de "falta de respeito"

A Fiorentina demitiu hoje o seu treinador, Vincenzo Montella, acusando-o de ter tentado "desvincular-se do contrato que assinou há menos de dois anos", "faltado ao respeito" ao clube da Liga italiana de futebol.

© Vasily Fedosenko / Reuters

"A Fiorentina vê as recentes ações do treinador Vincenzo Montella como uma tentativa clara de se desvincular de um contrato que assinou já menos de dois anos, porque inclui uma cláusula que considera ter deixado de ser do seu interesse, embora tenha concordado com ela aquando da assinatura", pode ler-se em comunicado do clube.

Na mesma nota, o clube de Florença afirma esperar do treinador "um comportamento mais claro, mais respeitoso e menos ambíguo" para um clube que "lhe deu muito".

"Com grande pesar, registamos que ficou comprometida a relação de confiança necessária à continuidade de qualquer tipo de vínculo e vemo-nos obrigados a destituir Vincenzo Montella", escreve o clube italiano.

Em causa está uma cláusula no contrato de Montella que estabelece uma indemnização de cinco milhões de euros a favor da Fiorentina em caso de rescisão.

Montella, de 40 anos, levou a Fiorentina ao quarto lugar do campeonato italiano, qualificando a equipa para a Liga Europa.










Lusa
  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.