sicnot

Perfil

Desporto

Fiorentina demite treinador acusando-o de "falta de respeito"

A Fiorentina demitiu hoje o seu treinador, Vincenzo Montella, acusando-o de ter tentado "desvincular-se do contrato que assinou há menos de dois anos", "faltado ao respeito" ao clube da Liga italiana de futebol.

© Vasily Fedosenko / Reuters

"A Fiorentina vê as recentes ações do treinador Vincenzo Montella como uma tentativa clara de se desvincular de um contrato que assinou já menos de dois anos, porque inclui uma cláusula que considera ter deixado de ser do seu interesse, embora tenha concordado com ela aquando da assinatura", pode ler-se em comunicado do clube.

Na mesma nota, o clube de Florença afirma esperar do treinador "um comportamento mais claro, mais respeitoso e menos ambíguo" para um clube que "lhe deu muito".

"Com grande pesar, registamos que ficou comprometida a relação de confiança necessária à continuidade de qualquer tipo de vínculo e vemo-nos obrigados a destituir Vincenzo Montella", escreve o clube italiano.

Em causa está uma cláusula no contrato de Montella que estabelece uma indemnização de cinco milhões de euros a favor da Fiorentina em caso de rescisão.

Montella, de 40 anos, levou a Fiorentina ao quarto lugar do campeonato italiano, qualificando a equipa para a Liga Europa.










Lusa
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".