sicnot

Perfil

Desporto

Maradona diz que não se pode confiar na palavra de Luís Figo

Diego Maradona avisou hoje que irá efetuar uma "limpeza geral" na FIFA se chegar a vice-presidente do organismo e confessou que "não se pode confiar" na palavra de Luís Figo.

© Jorge Silva / Reuters

"Se vencer o príncipe [Ali bin Al-Hussein] posso vir a ser vice-presidente. E se isso acontecer, cuidado, não convirá a muitos. Se eu lá chegar, faço uma limpeza geral", disse Maradona em declarações ao canal televisivo América.

Acérrimo crítico das cúpulas da FIFA há duas décadas, Maradona é uma das principais bandeiras da candidatura do príncipe jordano Ali bin Al-Hussein, numa altura em que o organismo máximo do futebol mundial está envolto num escândalo de corrupção e subornos investigados pela justiça norte-americana.

No passado dia 29 de maio, Ali bin Al-Hussein perdeu as eleições para a presidência da FIFA contra o suíço Joseph Blatter, o qual apresentaria a demissão quatro dias volvidos na sequência do escândalo de corrupção que abalou a organização.

Aquele que foi um dos melhores futebolistas da história do futebol avisou ainda que não quer dinossauros na FIFA e que durante a presente semana falará com o presidente interino da Federação argentina de futebol (AFA) para perceber quem poderá assumir a presidência, uma vez que rejeita que haja mais roubos.

"Não quero que gente do espetáculo venha dizer como dirigir o futebol", disse, numa alusão às aspirações do apresentador televisivo Marcelo Tinelli vir a ocupar um cargo diretivo na AFA. 

Ao mesmo tempo, Maradona recordou a influência negativa de um antigo presidente da AFA e vice-presidente da FIFA, Julio Grondona, cujo nome também foi salpicado por um escândalo de corrupção: "O futebol argentino está moldado por um homem que hoje está debaixo da terra e que fez muito mal à modalidade".   

Em relação a eventuais candidatos à presidência da FIFA que possam concorrer contra o príncipe Ali nas próxima eleições para a FIFA, que decorrerão entre dezembro de 2015 e março de 2016, Maradona disse que o francês Michel Platini, atual presidente da UEFA, terá primeiro de "clarificar os 187 jogos com resultados arranjados", e que no português Luís Figo "não se pode confiar" na palavra, embora "o respeite".







Lusa
  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17