sicnot

Perfil

Desporto

Primeiro treino de Portugal em Tbilisi para afinar a pontaria

O selecionador português, Fernando Santos, contou hoje, pela primeira vez, com todos os 25 jogadores convocados para o encontro com a Arménia, de qualificação para o Euro2016, num treino em que a concretização esteve em destaque.  

HUGO DELGADO/LUSA

No Estádio Mikheil Meskhi, em Tbilisi, Fernando Santos já contou com o defesa José Fonte, que terminou a última semana com um pequeno problema físico, e também com Danny e Vierinha, que estiveram completamente integrados no grupo, depois de terem estado ausentes alguns dias, por motivos pessoais, ainda quando a seleção trabalhava em Portugal.

No arranque do estágio na Geórgia, que tem em vista o jogo do Grupo I de apuramento para o Euro206 com a Arménia, no sábado em Erevan, e também o particular com a Itália, três dias depois em Genebra, na Suíça, o selecionador esteve alguns instantes à conversa com todo o grupo no meio do relvado e depois passou o controlo do treino, como tem sido hábito, ao adjunto Ilídio Vale. 

Num apronto de cerca de uma hora e meia que acabou por ser totalmente aberto aos jornalistas (e não apenas o 15 minutos iniciais como estava programado), os jogadores lusos trabalharam principalmente a concretização, com vários exercícios de remate junto à baliza. O guarda-redes Beto acabou por estar em destaque, com várias defesas de grande nível.

Na habitual 'peladinha', e com o grupo dividido em três equipas de oito, destaque para a inclusão de Bernardo Silva junto a Cristiano Ronaldo e Danny, habituais titulares da seleção nacional.

Na terça-feira, a seleção nacional volta a treinar no Estádio Mikheil Meskhi, numa sessão de trabalho que está agendada para as 10:30 (07:30 em Lisboa) e que desta vez só os primeiros 15 minutos serão abertos à comunicação social. No final, um jogador falará aos jornalistas em conferência de imprensa.

A comitiva lusa permanece em Tbilisi até quinta-feira, dia em que parte para Erevan.

Após quatro jornadas, Portugal lidera o Grupo I, com nove pontos, contra sete de Dinamarca e Albânia e um de Sérvia e Arménia.


Lusa
  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".