sicnot

Perfil

Desporto

Juan Martín del Potro vai ser operado pela terceira vez à mão esquerda

O tenista argentino Juan Martín del Potro, ex-número quatro mundial e campeão do Open dos Estados Unidos em 2009, anunciou hoje que vai ser operado pela terceira vez à mão esquerda.

© Rick Stevens / Reuters

Num vídeo difundido nas redes sociais, o argentino, que conta com 18 títulos no palmarés e atualmente está na 578.ª posição mundial, revelou que, depois de consultar várias opiniões, decidiu ser novamente operado. 

"Desde o meu último torneio em Miami até hoje passei semanas e meses complicados com dias tristes e dias negros, com pouca luz no caminho, devido à minha lesão grave na mão, mas o melhor de tudo é que não me rendo, não me dou por vencido e tenho estado à procura de alternativas à lesão", contou Del Potro.

O antigo número quatro mundial relatou que desde o Masters 1000 de Miami, último torneio em que participou, nunca deixou de ter dores na mão. 

"Estou a lutar mental e psicologicamente para não render-me e para encontrar uma solução para a minha mão. Como a minha ambição é poder voltar a um 'court' de ténis, não elegi alternativas conservadoras para resolver a tendinite e o meu médico aconselhou-me fazer uma nova cirurgia", disse o tenista de 26 anos.

A primeira operação de Del Potro, à mão direita, data de maio de 2010, e fez com que o argentino estivesse parado oito meses. 

Em março do ano passado, foi operado à mão esquerda e voltou a operá-la em junho. Del Potro esteve afastado dos 'courts' durante dez meses, antes de regressar no torneio de Sydney, no início de janeiro. No entanto, o argentino, bicampeão do Portugal Open, ressentiu-se da lesão e abdicou de estar no Open da Austrália, tendo estado parado até ao torneio de Miami.

Na próxima quinta-feira será operado pela terceira vez (a quarta no total) a mão esquerda.





Lusa
  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.