sicnot

Perfil

Desporto

Selecionador italiano desvaloriza ausência de Ronaldo e odeia a palavra "derrota"

O selecionador italiano de futebol, António Conte, desvalorizou hoje a ausência de Cristiano Ronaldo no encontro de terça-feira frente a Portugal e revelou que odeia a palavra "derrota", mesmo em jogos particulares.

© Antonio Bronic / Reuters

"Odeio a palavra derrota. Odeio. Os meus jogadores sabem muito bem disso. Não vejo nenhuma diferença com uma partida oficial. Quero ganhar e quero que os meus jogadores sintam o mesmo", afirmou António Conte em conferência de imprensa de antevisão do encontro que vai decorrer no Estádio de Genebra, na Suíça.

O treinador italiano considerou que o confronto com Portugal vai ser um "teste interessante" para a formação transalpina, mesmo com a ausência de Cristiano Ronaldo, que foi dispensado da seleção portuguesa após o encontro do último sábado na Arménia (3-2), de qualificação para o Euro2016. 

"Todas as equipas quem a sua própria gestão e todos os jogadores chegam ao final da temporada cansados. Mas, também, nenhuma equipa é composta por um único jogador, mesmo por Ronaldo, que é um fenómeno. Portugal tem outros grandes jogadores, jogadores de qualidade, e por isso vai ser um teste interessante", referiu.

Mesmo sendo um encontro particular e num período habitual de férias, António Conte pediu "paixão, sacrifício e entusiasmo" aos seus jogadores.

"Só jogar pela seleção é um grande estímulo e os jogadores devem sentir isso", frisou o treinador de 41 anos.

Naquele que será o 25.º jogo da história entre Portugal e Itália, o veterano guarda-redes Buffon é baixa certa na seleção transalpina, assim como o médio Daniele De Rossi, ambos devido a lesão.

Há quase 40 anos que a 'squadra azzurra' não sofre um desaire perante Portugal e venceu mesmo os últimos seis encontros perante a seleção lusa. A última derrota aconteceu em 1976, no antigo Estádio José Alvalade, por 2-1, também em jogo de preparação.

O jogo entre Portugal e Itália está agendado para as 20:30 (19:30 horas de Lisboa) e terá arbitragem do suíço Stephan Studer.







Lusa
  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28