sicnot

Perfil

Desporto

Seleção de sub-21 defronta Itália com meias finais no horizonte

 A seleção portuguesa de futebol de sub-21 procura conquistar hoje uma vitória sobre a Itália que a deixe praticamente qualificada para as meias-finais do Europeu da categoria de 2015, que decorre na República Checa.

Depois da vitória frente à Inglaterra por 1-0, a equipa orientada pelo selecionador Rui Jorge pode ficar apurada para as meias-finais.

Depois da vitória frente à Inglaterra por 1-0, a equipa orientada pelo selecionador Rui Jorge pode ficar apurada para as meias-finais.

© Reuters Staff / Reuters


Depois do triunfo na estreia no Grupo B da fase final, sobre a Inglaterra, por 1-0, graças a um golo marcado pelo médio João Mário, a equipa orientada pelo selecionador Rui Jorge pode até ficar já matematicamente apurada para a fase seguinte, caso os ingleses empatem com a Suécia.

A equipa transalpina, que já conquistou cinco títulos europeus, um dos quais numa final frente a Portugal, em 1994, está numa posição mais delicada, uma vez que perdeu no jogo inaugural com a Suécia, por 2-1, e perdeu o influente médio Stefano Sturaro, expulso frente aos nórdicos.

Portugal procura contrariar a história perante um adversário que detém um registo claramente favorável nos confrontos diretos, com um total de nove vitórias em 15 jogos, contra apenas quatro triunfos lusos e dois empates.

O último embate entre as duas seleções ocorreu, precisamente, na fase final do Europeu de sub-21, em 2007, e terminou com a vitória da Itália por 4-3 no desempate por grandes penalidades, que no 'play-off' de acesso a Pequim2008 deixou Portugal fora dos Jogos Olímpicos.

A seleção portuguesa de futebol defronta a congénere italiana no Estádio Miroslava Valenty, em Uherské Hradiste, em jogo com início às 20:45 horas (19:45 em Lisboa), sob arbitragem do polaco Szymon Marciniak, já depois de Suécia e Inglaterra medirem forças em no estádio Ander, em Olomuc.


  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.