sicnot

Perfil

Desporto

Seleção de sub-21 defronta Itália com meias finais no horizonte

 A seleção portuguesa de futebol de sub-21 procura conquistar hoje uma vitória sobre a Itália que a deixe praticamente qualificada para as meias-finais do Europeu da categoria de 2015, que decorre na República Checa.

Depois da vitória frente à Inglaterra por 1-0, a equipa orientada pelo selecionador Rui Jorge pode ficar apurada para as meias-finais.

Depois da vitória frente à Inglaterra por 1-0, a equipa orientada pelo selecionador Rui Jorge pode ficar apurada para as meias-finais.

© Reuters Staff / Reuters


Depois do triunfo na estreia no Grupo B da fase final, sobre a Inglaterra, por 1-0, graças a um golo marcado pelo médio João Mário, a equipa orientada pelo selecionador Rui Jorge pode até ficar já matematicamente apurada para a fase seguinte, caso os ingleses empatem com a Suécia.

A equipa transalpina, que já conquistou cinco títulos europeus, um dos quais numa final frente a Portugal, em 1994, está numa posição mais delicada, uma vez que perdeu no jogo inaugural com a Suécia, por 2-1, e perdeu o influente médio Stefano Sturaro, expulso frente aos nórdicos.

Portugal procura contrariar a história perante um adversário que detém um registo claramente favorável nos confrontos diretos, com um total de nove vitórias em 15 jogos, contra apenas quatro triunfos lusos e dois empates.

O último embate entre as duas seleções ocorreu, precisamente, na fase final do Europeu de sub-21, em 2007, e terminou com a vitória da Itália por 4-3 no desempate por grandes penalidades, que no 'play-off' de acesso a Pequim2008 deixou Portugal fora dos Jogos Olímpicos.

A seleção portuguesa de futebol defronta a congénere italiana no Estádio Miroslava Valenty, em Uherské Hradiste, em jogo com início às 20:45 horas (19:45 em Lisboa), sob arbitragem do polaco Szymon Marciniak, já depois de Suécia e Inglaterra medirem forças em no estádio Ander, em Olomuc.


  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • "Reforma da Proteção Civil esgotou prazo de validade"
    2:34

    Tragédia em Pedrógão Grande

    António Costa reconheceu esta quinta-feira que a reforma da Proteção Civil que liderou em 2006 está esgotada, e não pode dar resultados sem uma reforma da floresta. Na mesma altura, o ministro da Agricultura admitiu que os problemas já estavam identificados há uma década, sem explicar por que razão não foram atacados pelo Governo socialista da altura.

  • "De um primeiro-ministro esperam-se respostas, não perguntas"
    0:35

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assunção Cristas acusa o ministro da Agricultura de ter deitado ao lixo a legislação do anterior Governo que poderia ser útil no combnate aos incêndios. O CDS exige uma responsabilização política pela tragédia de Pedrógão Grande, diz que há muito por esclarecer e por esse motivo entregou esta quinta-feira ao primeiro-ministro um conjunto de 25 perguntas.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.