sicnot

Perfil

Desporto

Confederação brasileira não vai recorrer do castigo imposto a Neymar

A Confederação Brasileira de Futebol não vai recorrer do castigo de Neymar e o jogador já deixou a concentração do Brasil na Copa América.

Inicialmente punido com dois jogos de suspensão, pelo amarelo e pela expulsão, no final do jogo com a Colômbia, Neymar viu o castigo ser aumentado para quatro jogos, depois de analisado o relatório do árbitro.

Inicialmente punido com dois jogos de suspensão, pelo amarelo e pela expulsão, no final do jogo com a Colômbia, Neymar viu o castigo ser aumentado para quatro jogos, depois de analisado o relatório do árbitro.

© Jorge Adorno / Reuters

Inicialmente punido com dois jogos de suspensão, pelo amarelo e pela expulsão, no final do jogo com a Colômbia, Neymar viu o castigo ser aumentado para quatro jogos, depois de analisado o relatório do árbitro.

O juiz da partida relatou que Neymar atingiu Pablo Armero com a bola e, já no acesso ao balneário, insultou o juiz chileno Enrique Osses, tendo sido, por isso, punido com quatro encontros de suspensão.
  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.