sicnot

Perfil

Desporto

Liverpool anuncia contratação do brasileiro Roberto Firmino

O Liverpool contratou, num vínculo a "longo termo", o futebolista internacional brasileiro Roberto Firmino, que na última época representou os alemães do Hoffenheim, anunciou hoje o clube inglês.

Nabor Goulart/AP

"O jogador, de 23 anos, assinou um contrato a longo termo", referiu o Liverpool numa nota publicada no seu site oficial, explicando que o mesmo está condicionado a uma avaliação médica a efetuar "imediatamente após a participação na Copa América com a Brasil".

O clube inglês, que terminou a liga inglesa em sexto lugar, não especifica a duração do contrato, mas de acordo com a televisão BBC o mesmo será de cinco anos, numa transferência que terá custado 41 milhões de euros.

Uma situação que faz com que esta seja a segunda transferência mais cara do Liverpool, depois da contratação ao Newcastle, em 2011, de Andy Caroll, atualmente no West Ham, por 49 milhões de euros.

No Hoffenheim, Roberto Firmino fez 151 jogos em quatro épocas e meia e marcou 47 golos.


Lusa
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.