sicnot

Perfil

Desporto

Telma Monteiro vai disputar medalha de ouro em -57 kg

A judoca Telma Monteiro vai disputar hoje a medalha de ouro na categoria de -57 kg dos I Jogos Europeus, naquele que será o nono pódio de Portugal em Baku, no Azerbaijão.

ROBERT GHEMENT

SRDJAN SUKI

SRDJAN SUKI

SRDJAN SUKI

ROBERT GHEMENT

A judoca natural de Almada vai disputar o seu quinto título europeu, depois das conquistas em -52 kg, em 2006 e 2007, e em -57 kg, a sua categoria atual, em 2009 e 2012, frente à húngara Hedvig Karakas, 11.ª do Mundo.

No seu melhor combate até ao momento, a líder do 'ranking' Mundial bateu a francesa Automne Pavia (sétima da hierarquia) após lhe ter aplicado 'yuko' a 2.44 minutos do fim e 'waza-ari' a 1.29.

A gaulesa, que tinha vencido três dos quatro combates frente a Telma Monteiro, tinha sido terceira no Mundial de 2014 e foi terceira classificada em Londres2012.

Num dos combates desfavoráveis à portuguesa, nos Europeus de 2013, em Budapeste, Telma Monteiro contentou-se com o bronze e Pavia sagrou-se campeã da Europa.

Telma Monteiro chegou às 'meias' nestes Europeus absolutos, inseridos nos I Jogos Europeus, após vencer a holandesa Sanne Verhagen (15.ª), por 'shido', a advertência mais fraca no judo.

No primeiro combate, Telma Monteiro tinha afastado a sérvia Jovana Rogic (22.ª), por decisão no ponto de ouro: ambas terminaram com duas penalizações, pelo que só aos 1.42 minutos do desempate a contenda foi decidida, a favor da portuguesa, por 'shido'.

Quanto aos restantes judocas portugueses, apenas Sergiu Oleinic está em prova, a discutir o bronze em -66 kg.

Portugal soma oito medalhas nos I Jogos Europeus, após as conquistas de ouro de Rui Bragança (-58 kg) no taekwondo e no ténis de mesa por equipas (Marcos Freitas, Tiago Apolónia e João Geraldo). 

A prata surgiu com João Silva no triatlo, João Costa no tiro e Fernando Pimenta em K1 1.000 e 5.000 metros na canoagem, enquanto Júlio Ferreira (-80 kg) no taekwondo e a dupla Beatriz Martins/Ana Rente nos trampolins sincronizados conquistaram medalhas de bronze.


Lusa
  • Vídeo 360º: nos céus de Lisboa como nunca esteve

    País

    Três Alpha Jet da Força Aérea Portuguesa estiveram presentes sobre o Jamor, durante a final da Taça entre o Benfica e o Vitória de Guimarães. A SIC e o Expresso acompanharam a passagem das aeronaves através da colocação de câmaras 360º no cockpit de duas delas.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • Gelado de champanhe no centro de mais uma polémica que envolve Ivanka Trump 

    Mundo

    A filha do Presidente Donald Trump está envolvida em mais uma polémica depois de uma publicação da sua marca no Twitter durante o Memorial Day, assinalado esta segunda-feira. Feriado nacional nos Estados Unidos, criado após a Guerra Civil, a data presta homenagem aos militares americanos que morreram em combate. Um dia solene, no qual muitos acolheram mal a dica da marca da atual conselheira da Casa Branca: "Façam gelados de champanhe".

  • Morreu Yoshe Oka, a "hibakusha" que avisou o Japão sobre o ataque a Hiroshima

    Mundo

    Yoshe Oka, a primeira sobrevivente de Hiroshima que informou por telefone as autoridades japonesas sobre a destruição da cidade, em 1945, morreu com 86 anos, vítima de cancro, revelou hoje a família. A "hibakusha", nome pelo qual são conhecidos os sobreviventes dos ataques a Hiroshima e Nagasaki, sofria de doenças relacionadas com os efeitos do bombardeamento. Apesar das consequências do ataque, Oka difundiu, ao longo da vida, a experiência sobre o bombardeamento tendo participado em inúmeros atos pacifistas.