sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto oficializa contratação de médio português Danilo Pereira

O FC Porto, da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a contratação do médio português Danilo Pereira, que atuava no Marítimo, através da sua página oficial na rede social Instagram.  

instagram.com

instagram.com

"Bem-vindo, Danilo Pereira", lê-se na legenda a uma foto, onde o antigo médio do Marítimo surge ladeado do presidente Pinto da Costa e de Antero Henrique, vice-presidente e diretor-geral da SAD.

Vice-campeão do mundo de sub-20 em 2011, o médio, de 23 anos, transfere-se para o FC Porto após duas temporadas no Marítimo, clube ao qual chegou após passagens pelos italianos do Parma, que o contratou após o Mundial da Colômbia, tendo jogado por empréstimo nos gregos do Aris e nos holandeses do Roda.

Nas duas últimas épocas foi um dos jogadores mais utilizados no Marítimo, fazendo, em 2014/15, 38 jogos pelos insulares, nos quais marcou três golos.

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.