sicnot

Perfil

Desporto

Árbitro internacional madeirense Marco Ferreira abandona a arbitragem

O árbitro internacional madeirense Marco Ferreira anunciou hoje, através das redes sociais, o final da sua carreira como árbitro de futebol.

LUSA

Numa época que ficou marcada pelo último lugar da classificação e consequente despromoção à segunda categoria, embora tenha sido nomeado para arbitrar a final da Taça de Portugal, Marco Ferreira decidiu-se pelo termo da carreira.

Numa mensagem longa, o árbitro madeirense dirigiu críticas ao "sistema", considerando "ter levado um cartão vermelho por ter caráter, por ser sério e por não pactuar com injustiças".

Na mensagem difundida, Marco Ferreira agradeceu o apoio recebido, realçando que "foram muitos os amigos que quiseram deixar uma palavra de amizade", sublinhando ter "dedicado 20 anos a esta nobre causa, sendo nove deles no futebol profissional". Marco Ferreira frisou ainda que não se arrepende de nada, nem de nenhuma palavra que disse contra o "sistema enraizado".

Explicou ainda o porquê de sair agora: "Saio para poder ganhar a minha liberdade de expressão e acabar com as pessoas que destruíram e continuam a destruir anos e anos de conquistas que a arbitragem portuguesa alcançou."

O árbitro, que ainda na temporada 2013/2014 foi o segundo melhor árbitro português, logo atrás de Pedro Proença, ressalva, por fim, que "todos se queixam, mas infelizmente só o fazem no silêncio".

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".