sicnot

Perfil

Desporto

Benfica lembra Pablo Aimar nas redes sociais

O Benfica publicou hoje uma mensagem de apreço pelo futebolista argentino Pablo Aimar, antigo jogador dos encarnados, após este ter revelado aos colegas do River Plate que vai deixar os relvados, aos 35 anos.

"As lendas nunca nos abandonam. Serás sempre um dos nossos! #GraciasAimar", escreveu o clube da Luz nas sua páginas oficiais nas redes sociais.

Esta manifestação dos encarnados surge na sequência de uma mensagem enviada pelo próprio Aimar aos companheiros do River Plate e que foi noticiada na imprensa sul-americana.

"Tentei estar à altura, mas não consegui. Não quero ocupar o lugar de outros rapazes, por isso vou deixar de jogar futebol profissionalmente", terá afirmado o internacional argentino aos colegas, depois de ter ficado fora dos convocados para a primeira mao da meia-final da Taça Libertadores da América.

O antigo número 10 do Benfica, que chegou ao clube em 2008, para ficar durante cinco temporadas, nas quais venceu o campeonato português por uma vez, além de ter conquistado também quatro a Taça da Liga em quatro ocasiões.

O jogador, que fez a sua formação no River Plate, no qual foi campeão argentino por cinco vezes, tinha regressado à Argentina em 2014, tendo atuado apenas durante 15 minutos pelos 'millonarios' devido a problemas físicos, cuja persistência tem vindo a afetar a carreira do atleta.

Pablo Aimar, que foi campeão mundial de sub-20 em 2001, ganhou também um campeonato espanhol e uma Liga Europa pelo Valência, do qual se transferiu para o Saragoça. Depois da passagem pelo Benfica conquistou ainda um campeonato da Malásia pelo Johor, antes de regressar ao River Plate.

Lusa

As lendas nunca nos abandonam. Serás sempre um dos nossos! You will always be one of us. #GraciasAimar

Posted by Sport Lisboa e Benfica on Wednesday, July 15, 2015
  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.