sicnot

Perfil

Desporto

Froome ataca falta de 'fair-play' de Nibali

Chris Froome, o camisola amarela da Volta a França em bicicleta, criticou hoje Vincenzo Nibali por tê-lo atacado quando teve uma avaria, com os dois a discutirem à entrada do pódio.

© Stefano Rellandini / Reuters

"Penso que o seu gesto não foi desportivo", disse o britânico da Sky, referindo-se ao ataque de Nibali no momento em que o camisola amarela parou com uma avaria mecânica.

Froome explicou que, a 58 quilómetros do final da 19.ª etapa, um pedaço de alcatrão se colou à roda traseira da sua bicicleta e teve de parar para retirá-lo.

"Nibali teve toda a subida [de La Croix de Fer] para me atacar e escolheu esse preciso momento. Soube depois, pelos outros corredores, que ele se virou para trás [percebendo a avaria do britânico]", disse o camisola amarela.

Poucos momentos antes da conferência de imprensa, Froome tinha abordado o vencedor do Tour2014 antes de subirem ao pódio, com os dois a discutirem violentamente.

"Estou muito desiludido com as suas palavras, são demasiado duras e injustas para serem repetidas", queixou-se o ciclista da Astana, defendendo que o britânico estava muito zangado: "É um problema seu. Ainda estamos com a adrenalina da corrida, prefiro não lhe responder já, estamos os dois nervosos".

Nibali garantiu que não viu a avaria do camisola amarela -- algo que as imagens televisivas desmentem -- e recordou que a tradição que 'impede' um rival da atacar o líder, aproveitando um azar deste, não passa disso mesmo.

"Olhei para trás para falar com o Kangert. Queríamos atacar na Croix de Fer. Só fui avisado do incidente depois pelo rádio. Não há nenhuma regra para isso. Lembro-me do que me aconteceu em Montalcino [onde caiu no Giro2010] ou entre o Andy Schleck e o Alberto Contador [o espanhol atacou quando a corrente da bicicleta do luxemburguês saltou no Tour2010]", concluiu.

Nibali e Froome já tinham discutido no final da sexta etapa, com o italiano a acusar o britânico de causar uma queda que, na realidade, foi causada pelo então camisola amarela Tony Martin.

Lusa

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Baleia morta ao largo da Fonte da Telha, autoridades lançam alerta à navegação
    2:19

    País

    As autoridades maritimas lançaram um alerta à navegação ao largo da praia da Fonte da Telha, na Costa da Caparica, devido à presença de uma baleia morta. O animal de 15 metros está na zona da praia da Fonte da Telha e ao início da tarde estava a ser acompanhada por uma lancha da Marinha, como relatou o repórter da SIC, André Palma.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • EUA sonham com "exploração e descoberta" do espaço
    0:39

    Mundo

    Donald Trump confirmou a intenção de criar um sexto ramo das Forças Armadas. Trata-se de uma força espacial independente da Força Aérea e especializada no domínio do espaço sideral. O presidente norte-americano deu ordens ao Pentágono para preparar o domínio do cosmos o mais rápido possível. O anúncio foi feito na Casa Branca, mas só poderá avançar depois da aprovação do Congresso dos EUA.

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.