sicnot

Perfil

Desporto

Regresso do sorteio dos árbitros em debate hoje na Assembleia-Geral da FPF

O eventual regresso do sorteio dos árbitros nas competições profissionais, proposto pela Liga, será um dos temas centrais da Assembleia-Geral da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que se realiza hoje em Lisboa.

LUSA/ ARQUIVO

A 29 de junho, a maioria dos clubes representados na AG da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) aprovou o regresso do sorteio dos árbitros nos jogos das competições profissionais, através de uma fórmula condicionada pela obrigatoriedade de apenas os internacionais dirigirem os jogos de maior dificuldade.

A proposta foi apresentada pelo Sporting e pelo FC Porto na reunião magna da Liga de clubes e mereceu a discordância do Benfica, bem como do Conselho de Arbitragem da FPF, órgão responsável pelas nomeações.

A reunião extraordinária foi convocada pelo presidente da Mesa da Assembleia-Geral, José Luís Arnaut, para ratificação dos regulamentos de arbitragem e disciplina propostos pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Lusa

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Rui Rio comprometeu-se a realizar apenas dois debates
    0:45

    País

    Rui Rio disse esta terça-feira que foi apanhado de surpresa com a mudança de posição de Pedro Santana Lopes, que exige três debates entre os dois candidatos à liderança do PSD nos canais generalistas. Rui Rio reiterou ainda que se comprometeu a fazer apenas dois debates.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.