sicnot

Perfil

Desporto

Volta a França termina hoje, Chris Froome deve sagrar-se campeão

Termina hoje a Volta a França em bicicleta. O britânico Chris Froome conseguiu manter a camisola amarela, apesar de não ter vencido a penúltima etapa da prova. A 20ª etapa, de alta montanha, foi ganha este sábado pelo francês Thibault Pinot e o colombiano Nairo Quintana ficou em 2º lugar.

© Eric Gaillard / Reuters

Froome ainda tem 1 minuto e 12 segundos de vantagem e, por isso, deve sagrar-se hoje campeão, na chegada a Paris. Em prova, estão ainda três portugueses: Nelson Oliveira, José Mendes e Tiago Machado.

Rui Costa abandonou a prova na 11ª etapa, por se ter sentido indisposto. Foi a segunda vez que o ciclista desistiu da volta à França por razões de saúde.

"Finalmente, este Tour está prestes a terminar e hoje foi dia de etapa rainha. Passei mal na subida da Croix de Fer, devido a fortes dores na zona lombar, mas isso não é desculpa, pois nunca estive ao meu nível nesta prova. Fico feliz, porque, se Deus quiser, amanhã (domingo) irei terminar o meu segundo Tour e basta ver a longa lista de desistências para ter uma ideia do quão difícil é chegar a Paris", salientou Tiago Machado à Lusa.

O corredor da Katusha, que hoje foi 57.º, a 11.27 minutos do primeiro, ficou aquém do que esperava, devendo concluir a "Grande Boucle" no 72.º posto, a 2:54.31 horas do camisola amarela.

Com Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.