sicnot

Perfil

Desporto

Federação russa investiga alegados cânticos "obscenos" dos adeptos do CSKA

A Federação Russa de Futebol (FUR) abriu hoje um inquérito para investigar o comportamento dos adeptos do CSKA Moscovo no jogo de sábado frente ao Anzhi Makhachkala, por alegados cânticos "obscenos e insultuosos" para com a equipa adversária.

© Michael Dalder / Reuters

"Recebemos o relatório do delegado da partida. O relatório mostra que os adeptos dos CSKA tiveram um comportamento obsceno e insultuoso para com os jogadores do Anzhi", afirmou o presidente do comitê disciplinar do FUR, Artur Grigoryants, aos jornalistas locais.

Depois do jogo da terceira jornada do campeonato russo, que o CSKA venceu por 1-0, os dirigentes do Anzhi queixaram-se de ofensas e insultos não só ao clube, mas também "a toda a região do Cáucaso" por parte dos adeptos do emblema moscovita.

"Se este tipo de ataques continuarem impunes, vão-se espalhar e aumentar nos estádios de futebol na Rússia", referiu o Anzhi em comunicado.

Também esta temporada, alguns jogadores estrangeiros que atuam no campeonato russo, incluindo o brasileiro Hulk, ex-FC Porto, já se queixaram da ocorrência frequente de cânticos racistas e xenófobos durante o jogos, quando a Rússia está a três anos de organizar o Campeonato do Mundo.

Lusa

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57