sicnot

Perfil

Desporto

Tocha olímpica será acesa em Olímpia a 21 de abril

A tocha olímpica dos Jogos Olímpicos de 2016 será acesa, como é tradição, na cidade grega de Olímpia, a 21 de abril, anunciou hoje o Comité Olímpico Internacional.

© Reuters Photographer / Reuter

A tocha, que foi apresentada publicamente em julho pela presidente brasileira Dilma Rousseff, viajará durante uma semana pelo país onde nasceram os Jogos, rumando a Atenas, antes de partir para o Brasil.

O dia 27 de abril, a tocha será entregue na capital grega aos representantes do Rio2016, que vão transportar o fogo olímpico de avião até ao Brasil, o primeiro país sul-americano a organizar o maior evento desportivo a nível mundial.

A 03 de maio, o fogo olímpico iniciará, em Brasília, uma viagem de 95 dias, durante os quais passará pela mão de 12.000 pessoas que, em setores de cerca de 200 metros, percorrerão 20.000 quilómetros.

O objetivo da viagem é que o maior número de pessoas possa disfrutar do percurso da tocha olímpica para, de acordo com o Comité Olímpico do Brasil (COB), "aumentar a participação do povo brasileiro nos Jogos, poder contar histórias do país e promover celebrações diárias".

A tocha chegará ao seu destino final a 05 de agosto, quando desfilará no mítico estádio do Maracanã, onde será acesa a chama olímpica, que só será apagada a 21, data da cerimónia de encerramento.

Durante a viagem, a tocha passará por 83 cidades, incluídas nas 26 capitais regionais do Brasil, mas, segundo o COI, o percurso exato só será conhecido no princípio do próximo ano.

Lusa

  • "Vai ser uma batalha forte e dura"
    2:51
  • A tática dos 3 Rs de Carlos Queiroz
    1:58
  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02