sicnot

Perfil

Desporto

Médicos da Primeira Liga inglesa criticam Mourinho pelo afastamento de Eva Carneiro

Um grupo de médicos da Primeira Liga inglesa de futebol considerou esta quinta-feira "injusto" o afastamento da médica Eva Carneiro do banco do Chelsea, devido ao seu comportamento no último jogo da equipa, que desagradou a José Mourinho.

O técnico português criticou a médica por esta ter entrado em campo durante o jogo com o Swansea, disputado sábado, para assistir Hazard já em tempo de descontos e com o jogo empatado a dois golos. (Arquivo)

O técnico português criticou a médica por esta ter entrado em campo durante o jogo com o Swansea, disputado sábado, para assistir Hazard já em tempo de descontos e com o jogo empatado a dois golos. (Arquivo)

© Reuters Staff / Reuters

"Os médicos da primeira liga consideram que afastar Eva Carneiro do banco da equipa nos próximos treinos e jogos é uma medida injustificada e injusta", refere um comunicado hoje divulgado.

O técnico português criticou a médica por esta ter entrado em campo durante o jogo com o Swansea, disputado sábado, para assistir Hazard já em tempo de descontos e com o jogo empatado a dois golos.

O jogador belga acabou por sair de campo para ser assistido, deixando o Chelsea reduzido a nove jogadores, pois tudo aconteceu numa altura em que o guarda-redes Thibaut Courtois já tinha sido expulso.

De acordo com a imprensa britânica, José Mourinho, que no final do encontro afirmou que Hazard não tinha qualquer problema sério e estava apenas cansado, terá decidido afastar a médica dos treinos e dos jogos da equipa.

O técnico português considerou ainda que Eva Carneiro, que integra a equipa médica do clube desde 2009, teve um comportamento "impulsivo" e referiu que a equipa médica só deve entrar em campo quando tem a certeza de que o jogador tem um problema sério.

No comunicado hoje divulgado, os médicos da primeira liga afirmam que no jogo de sábado a equipa médica foi chamada pelo árbitro para assistir um jogador, e lembram que "a recusa de entrara em campo seria uma violação dos deveres profissionais".

Os médicos da primeira liga lamentam que Eva Carneiro, nascida em Gibraltar, tenha sido "submetida a um julgamento público por, apenas, ter cumprido as suas obrigações profissionais".

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.