sicnot

Perfil

Desporto

Morreu Justin Wilson, o piloto da Formula Indy em coma desde domingo

O piloto britânico Justin Wilson morreu, na segunda-feira, aos 37 anos, no hospital, um dia após ter sofrido ferimentos graves na cabeça devido a um acidente numa corrida da Fórmula Indy, informou a organização da prova.

Michael Conroy

"Este é um dia extremamente triste para a IndyCar e para a comunidade de desportos motorizados como um todo", declarou o diretor-geral do campeonato Indycar, Mark Miles.

Justin Wilson estava em coma desde domingo, após um acidente ocorrido no circuito de Pocono, no estado norte-americano da Pensilvânia.

O piloto da escuderia Andretti, atingido por uma peça do carro do norte-americano Sage Karam, que embateu contra um muro de proteção, teve de ser retirado da pista por um helicóptero.

Foi, de seguida, transportado para a unidade de cuidados intensivos do hospital de Allentown, mas nunca recuperou a consciência.

Num comunicado, em que informa da morte, a família lamenta a perda de "um pai carinhoso e de um marido fiel, bem como de um piloto muito competitivo, respeitado pelos seus companheiros".

O seu irmão, o também piloto Stefan Wilson, afirmou ser incapaz de descrever a sensação de perda: "Era meu irmão, meu melhor amigo, meu modelo e meu mentor. Era um campeão!"

A escuderia também lhe prestou homenagem, descrevendo-o, em comunicado, como um "piloto magnífico e precioso membro da equipa".

Natural de Sheffield (Inglaterra), pai de duas crianças, Juston Wilson evoluiu desde 2008 na IndyCar, o campeonato de monolugares mais popular dos Estados Unidos, tendo conquistado três vitórias.

O piloto também teve uma passagem pela Fórmula 1, tendo disputado a época 2003 ao volante de um Minardi e, depois, de um Jaguar, com o qual marcou um ponto no campeonato do mundo da categoria pelo oitavo lugar obtido no Grande Prémio dos Estados Unidos.

A morte de Justin Wilson é a primeira na IndyCar desde a do também britânico Dan Wheldon em 2011. O piloto também não resistiu às graves lesões sofridas num acidente durante uma corrida, que envolveu 15 carros, no circuito oval de Las Vegas.

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.