sicnot

Perfil

Desporto

Árbitro desqualifica Telma Monteiro por técnica irregular

A portuguesa Telma Monteiro foi hoje desqualificada nos Mundiais de judo, numa fase em que lutava pelo acesso ao combate pelo bronze, com os árbitros a entenderem que a campeã europeia utilizou uma técnica irregular.

Arquivo

Arquivo

© Rafael Marchante / Reuters

O combate com Sumiya Dorjsuren, terceira judoca na hierarquia mundial, tinha pouco mais de 1.20 minutos - numa fase em que a mongol já tinha recebido dois castigos - quando o árbitro desqualificou a portuguesa, por indicação dos juizes de mesa, após recurso ao vídeo.

Num ataque, Telma Monteiro falhou a projeção e tentou de imediato uma 'chave' de braço, mas os juízes consideraram que judoca do Benfica realizou a técnica de forma direta (de pé para o solo), o que é irregular e levou à sua eliminação.

Telma, de 29 anos, que chegou a esta competição como vice-campeã mundial em título, termina assim a sua participação em Astana com um sétimo lugar, uma posição aquém das quatro medalhas de prata e um bronze que já alcançou em Mundiais.

Frente a Sumiya Dorjsuren, a portuguesa, segunda do mundo, nunca tinha perdido e no pouco tempo em que esteve no 'tatami' esteve por cima, ao contrário do que tinha acontecido no combate anterior com a francesa Automne Pavia.

Aí, Telma perdeu vantagem logo aos 40 segundos, num ataque em desequilíbrio que permitiu a Pavia contra-atacar e ganhar uma vantagem que soube gerir até ao final dos quatro minutos de combate.

A participação portuguesa neste terceiro dia dos Mundiais que decorrem em Astana incluiu também André Alves e Jorge Fernandes, judocas a competirem na categoria de -73 kg e que foram afastados ao segundo combate.

Na estreia, Jorge Fernandes venceu o peruano Alonso Wong, por castigo, mas perdeu depois com o japonês Shohei One, por 'ippon', que viria a conquistar o título, enquanto André Alves venceu o costa-marfinense Rudolphe Affro, por 'yuko', e perdeu com o húngaro Miklos Ungvari, pela mesma margem.

Na quinta-feira entram em prova Ana Cachola, nos -63 kg, e Carlos Luz e Diogo Lima, nos -81 kg.

Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.