sicnot

Perfil

Desporto

Domingos Paciência deixa APOEL após falhar apuramento para a Champions

O APOEL, da primeira divisão do Chipre, anunciou hoje, no seu sítio oficial, a rescisão de contrato com o treinador português Domingos Paciência, depois de ter falhado o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol.

Domingos chegou ao Vitória no início da temporada (AP/Arquivo)

Domingos chegou ao Vitória no início da temporada (AP/Arquivo)

Armando Franca

Depois de ter perdido o embate da primeira mão diante do Astana por 1-0, o clube treinado por Domingos Paciência empatou 1-1 na receção ao clube do Cazaquistão, falhando assim a qualificação.

O atual campeão cipriota revelou que no acordo assinado com o treinador português existia uma cláusula de rescisão caso não fosse conseguido o apuramento para a liga milionária.

Na nota oficial, o clube de Nicósia anuncia que rescindiu também contrato com os adjuntos Bruno Moura e Nuno Baptista.

No APOEL, Domingos Paciência treinava os portugueses Nuno Morais, Mário Sérgio e Luís Leal.

O APOEL anunciou, como substituto do treinador português, o georgiano Temuri Ketsbaia, num contrato válido para as próximas duas temporadas.

Lusa

  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Pescador resgatado de um lago gelado na Estónia
    1:08
  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.