sicnot

Perfil

Desporto

Sporting de Braga lucra 16,3 milhões de euros no defeso

O Sporting de Braga publicou hoje no seu sítio oficial as transferências e respetivos valores para a época 2015/16, concluindo-se ter tido uma mais-valia, entre compras e vendas de futebolistas, de 16,3 milhões de euros.

Será a segunda vez na sua carreira que Liran Liany, de 40 anos, estará num jogo dos bracarenses.

Será a segunda vez na sua carreira que Liran Liany, de 40 anos, estará num jogo dos bracarenses.

© Valentin Flauraud / Reuters

Numa atitude inédita, o clube bracarense tornou públicas as contas relacionadas com as transferências no defeso.

Assim, em relação às vendas, a 'fatia de leão' vai para a venda de Zé Luís ao Spartak de Moscovo, por 6,5 milhões de euros, 'bolo' que entrou todo nos cofres bracarenses, já que o Sporting de Braga era detentor de 100 por cento do seu passe.

Mais recentemente, o Valencia comprou o passe do central brasileiro Aderlan Santos por 9,5 milhões de euros, mas, como o Sporting de Braga apenas detinha 50 por cento, ficou 'apenas' com 4,750 milhões.

De seguida, Éder valeu 4,6 milhões de euros, por 70 por cento do seu passe (total de 6,7 milhões pagos pelo Swansea).

Ruben Micael, que saiu para a China, fez entrar 1,3 milhões de euros no Sporting de Braga, que detinha apenas 50 por cento do seu passe.

Os empréstimos de Pardo, Sasso e Danilo valeram ainda 2,8 milhões aos 'arsenalistas', num total de ganhos de 20,125 milhões de euros.

Nos custos, o clube minhoto afirma ter gasto quase 3,8 milhões (3,797 milhões), com destaque para os 750 mil euros pagos por 50 por cento do passe do jovem médio brasileiro Alef, 700 mil euros por 50 por cento do passe do avançado marroquino Hassan e 600 mil euros também por metade do passe do avançado brasileiro Crislan.

Wilson Eduardo chegou a custo zero do Sporting, mas os 'leões' ficaram com 45 por cento do passe do jogador, enquanto Rui Fonte foi emprestado pelo Benfica, mas o Sporting de Braga ficou com 20 por cento de uma futura venda do promissor avançado.

Feitas as contas, o Sporting de Braga lucrou neste defeso pouco mais de 16,3 milhões de euros.

Lusa

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18