sicnot

Perfil

Desporto

Ex-futebolista Roberto Carlos diz que Neymar é melhor que Ronaldo e Messi

O ex-futebolista brasileiro Roberto Carlos, que atuou no Real Madrid, afirmou hoje, na apresentação dos embaixadores da Liga Espanhola, que o seu compatriota Neymar "é melhor" do que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

© Albert Gea / Reuters

O ex-lateral esquerdo, que foi colega de equipa do português Luís Figo no clube madrileno, disse ainda que "ser um líder" na seleção brasileira "é demasiada responsabilidade" para Neymar e que o jovem avançado "faz muito mais no Barcelona do que na seleção brasileira" porque está "mais cómodo por ter ao seu lado Messi e Suárez".

Roberto Carlos, que também foi campeão do mundo pela sua seleção duas vezes (1998 e 2002) e considerado pelo Real Madrid como o melhor lateral-esquerdo da história do clube, afirmou que neste momento o melhor lateral-esquerdo do mundo é Marcelo, jogador brasileiro do clube madrileno.

Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Combate ao terrorismo e corrupção são prioridades do novo diretor da PJ
    2:42

    País

    O novo diretor da Polícia Judiciária diz que o combate ao terrorismo e à corrupção estão entre as maiores prioridades para a PJ. Mas alerta que são precisos meios para cumprir essa missão. Luís Neves tomou posse esta manhã, depois de 20 anos ligados à investigação do crime mais violento.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.