sicnot

Perfil

Desporto

Proença justifica jogos em dia de eleições com regulamentos e prazos a cumprir

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, justificou hoje a marcação de jogos para o domingo das eleições legislativas, a 4 de outubro, com a necessidade de se fazer cumprir regulamentos e prazos.

Pedro Proença, questionado sobre as potenciais implicações que possam advir do facto de quatros jogos da sétima jornada da I Liga decorrerem no dia das eleições, referiu que a LPFP fez todos os possíveis para que não se realizassem jogos no domingo.

"A Liga é uma organização que tem que fazer cumprir os regulamentos internacionais e nacionais e aquilo que nós fizemos foi, percebendo que esta era uma situação absolutamente extraordinária, tentar que não houvesse jogos no domingo", referiu.

O dirigente adiantou que deu todas as explicações que entendeu necessárias e que acha que qualquer pessoa perceberá que há competições antes do dia das eleições e que têm que ser cumpridas horas de descanso dos atletas, que entram na manhã de segunda-feira ao serviço das seleções.

"Havia que fazer cumprir todos estes prazos regulamentares e a Liga, em concordância com os clubes, chegou ao único prazo que havia e que era o de marcar alguns jogos para o domingo", adiantou Pedro Proença.

União da Madeira-Benfica, Sporting de Braga-Arouca, FC Porto-Belenenses e Sporting-Vitória de Guimarães são os jogos da sétima jornada da I Liga que decorrerão no domingo das eleições legislativas.

"Obviamente que fazemos e faremos sempre um apelo ao voto. Criámos todas as condições para que isso aconteça e apelamos a todos os portugueses que no domingo [04 de outubro] votem", disse ainda Pedro Proença, que falava à margem da apresentação da primeira transmissão de futebol em realidade virtual.

O jogo de domingo entre o FC Porto e o Benfica, no Estádio do Dragão - de acordo com a LPFP - será o primeiro em todo o mundo a ser transmitido ao vivo, com multicâmaras, através dos óculos de realidade virtual Gear VR, que permite ao utilizador a possibilidade de usufruir de uma experiência imersiva de 360 graus.

Esta tecnologia inovadora e pioneira, para já apenas disponível numa loja da marca Samsung no Fórum Almada, mas que dá corpo a um projeto a implementar num futuro próximo, já foi testada por Pedro Proença, que considerou a experiencia "extraordinária".

"É realmente um grande impacto ver o jogo por este sistema. Vê-se o jogo de uma forma verdadeiramente diferente", constatou Pedro Proença, que não escondeu a sua surpresa mesmo tendo em conta que, enquanto árbitro, via os jogos dentro das quatro linhas.

Lusa

  • Jogos de futebol marcados para o dia das eleições
    1:27

    Desporto

    A comissão Nacional de Eleições considera grave a marcação de jogos de futebol para o dia das eleições legislativas. Não há nada na lei que impeça que isso aconteça, mas a Liga de Futebol costuma seguir a recomendação do Ministério da Administração Interna de não haver competição em domingo de votos. No próximo dia 4 de Outubro, pela primeira vez em Portugal, haverá ida às urnas e aos estádios.

  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.