sicnot

Perfil

Desporto

Fábio Coentrão decisivo na vitória do Mónaco em Montpellier

O Mónaco foi esta quinta-feira a Montpellier vencer por 3-2, depois de ter estado a perder por 2-0, em jogo da sétima jornada da liga francesa de futebol, no qual Fábio Coentrão marcou um golo e sofreu o penálti que garantiu o triunfo.

O internacional português foi decisivo para a vitória monegasca, já que foi o autor do primeiro golo da sua equipa e foi sobre ele que ao minuto 90+4 o guarda-redes do Montpellier, Jonathan Ligali, cometeu falta para grande penalidade. (Arquivo)

O internacional português foi decisivo para a vitória monegasca, já que foi o autor do primeiro golo da sua equipa e foi sobre ele que ao minuto 90+4 o guarda-redes do Montpellier, Jonathan Ligali, cometeu falta para grande penalidade. (Arquivo)

© Eric Gaillard / Reuters

O internacional português foi decisivo para a vitória monegasca, já que foi o autor do primeiro golo da sua equipa e foi sobre ele que ao minuto 90+4 o guarda-redes do Montpellier, Jonathan Ligali, cometeu falta para grande penalidade.

A primeira parte foi completamente dominada pelo Montpellier, lanterna-vermelha, que traduziu a supremacia em dois golos, o primeiro marcado aos 26 minutos pelo defesa central Daniel Congré, e o segundo em cima do intervalo, através de um autogolo do argentino Guido Carrillo.

No segundo tempo, o treinador português Leonardo Jardim tentou virar o rumo dos acontecimentos com a entrada do compatriota Bernardo Silva e a saída de outro luso, Ivan Cavaleiro, sem arriscar muito, mas a melhoria na produção atacante foi evidente.

Na sequência de um pontapé de canto na direita, aos 56 minutos, a bola foi tocada por uma defesa da casa e foi cair na zona do segundo poste, onde estava Coentrão, que a dominou e rematou para o fundo das redes.

O Mónaco reentrou na discussão do jogo, ganhou confiança e passou a assumir a iniciativa perante um adversário que passou quase toda a segunda parte a gerir a vantagem e a tentar explorar em contra-ataque a subida do Mónaco no terreno.

Aos 65 minutos, num lance iniciado na direita por Bernardo Silva, o Mónaco conseguiu fazer o 2-2 por Thomas Lemar, a dar o melhor seguimento junto ao segundo poste a um cruzamento rasteiro, da direita, que passou por toda a defesa do Montpellier.

A vitória acabaria por 'cair do céu' para o Mónaco aos 90+4, graças a um erro crasso do guarda-redes Jonathan Liagali, que largou uma bola relativamente fácil na sequência de um cruzamento e derrubou Fábio Coentrão em plena área, daí resultando o penálti que Fabinho converteu no golo do triunfo monegasco.

Pelo Mónaco alinhou ainda o internacional português Ricardo Carvalho, enquanto o médio João Moutinho ficou de fora devido a uma distensão na virilha.

Com este triunfo, a equipa de Leonardo Jardim subiu ao 10.º lugar com 11 pontos, numa tabela liderada pelo Paris Saint-Germain, com 17 pontos, seguido do Saint-Étienne, com 16.

A sétima jornada encerra na próxima terça-feira com a partida Lille-Nantes.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.