sicnot

Perfil

Desporto

Messi vai parar entre "sete a oito semanas"

O argentino Lionel Messi vai ficar afastado dos relvados entre "sete a oito semanas", depois de hoje se ter lesionado face ao Las Palmas, confirmou hoje o FC Barcelona, em comunicado.

© Sergio Perez / Reuters

"Os exames confirmaram que Leo Messi sofreu uma rotura no ligamento lateral interno do joelho esquerdo. A estimativa de paragem é de sete a oito semanas", anunciou o clube catalão.

Caso se confirme este cenário, o argentino falhará cinco jornadas da Liga espanhola, três da 'Champions' e os quatro primeiros jogos da Argentina de apuramento para o Mundial de 2018, podendo regressar face ao Real Madrid, a 21 de novembro.

O argentino lesionou-se logo aos três minutos, num choque com Bigas, quando rematava à baliza do Las Palmas, e foi substituído aos 10, por Munir. Deslocou-se de imediato a um hospital, do qual saiu a coxear e com o pior diagnóstico.

Sem Messi, foi o uruguaio Luis Suárez que 'salvou' a tarde ao 'Barça', com um 'bis', aos 25 e 54 minutos, num embate em que o brasileiro Neymar falhou uma grande penalidade, aos 66, ao atirar por cima da barra.

Aos 88 minutos, o Las Palmas ainda reduziu, por Jonathan Viera, mas o 'Barça', novamente muito perdulário, conseguiu segurar a vitória, que lhe permite ascender, à condição, à liderança da prova.

O FC Barcelona soma 15 pontos, mas pode ser ultrapassado ainda hoje por Real Madrid (anfitrião do Málaga) e Celta de Vigo (joga no reduto do Eibar), que contabilizam 13.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.