sicnot

Perfil

Desporto

Nico Rosberg na 'pole' do Grande Prémio do Japão de Fórmula 1

O piloto alemão da Mercedes Nico Rosberg conquistou este sábado a 'pole position' para o Grande Prémio do Japão, 14.ª prova do mundial de Fórmula 1, que se realiza no domingo.

Nico Rosberg consegue a segunda 'pole position' da temporada e a 17.ª da sua carreira.

Nico Rosberg consegue a segunda 'pole position' da temporada e a 17.ª da sua carreira.

© Reuters Staff / Reuters

Nico Rosberg consegue a segunda 'pole position' da temporada e a 17.ª da sua carreira, deixando para trás o seu companheiro britânico Lewis Hamilton, que ficou em segundo lugar.

O tempo de 1:32.584 obtido por Rosberg foi suficiente para conseguir a primeira posição de saída para a prova de domingo, devido a um acidente do piloto russo Daniil Kvyat (Red Bull), que chocou contra as proteções da pista, mas sem consequências graves para o piloto.

Este acidente motivou o levantamento da bandeira vermelha na pista, que determina a suspensão da etapa, quando faltava menos de um minuto para o final da sessão, invalidando uma última tentativa de todos os pilotos.

Depois de Rosberg e Lewis Hamilton ficaram o finlandês Valtteri Bottas (Williams) e o alemão Sebastian Vettel (Ferrari).

Em quinto lugar ficou o brasileiro Felipe Massa (Williams), seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), pelo australiano Daniel Ricciardo (Red Bull), pelo francês Romain Grosjean (Lotus), pelo mexicano Sergio Pérez (Force India) e pelo russo Daniil Kvyat (Red Bull).

Lusa

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00