sicnot

Perfil

Desporto

APAF desafia Bruno de Carvalho a provar alegados aliciamentos a árbitros

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) está a analisar as declarações do presidente do Sporting sobre alegados aliciamentos a árbitros por parte do Benfica e desafiou Bruno de Carvalho a provar o que disse na TVI24.

"Estamos a analisar essas declarações, que são muito recentes. Aquilo que jamais iremos admitir é que ponham em causa a idoneidade das nossas equipas de arbitragem. Se têm algo que possam provar que o provem, porque nós seremos também os primeiros a fazê-lo", disse hoje à agência Lusa o presidente da APAF.

Na segunda-feira, o presidente do Sporting denunciou na TVI24 alegados aliciamentos a árbitros feitos pelo Benfica, referindo que, por ano, o valor que os 'encarnados' despendem em jantares e prendas ronda "um quarto de milhão de euros".

Fontelas Gomes garantiu que os "os árbitros cumprem à risca as instruções do código de ética da UEFA", segundo o qual podem aceitar ofertas até 200 francos suíços (183 euros), e referiu que a oferta de camisolas "é uma prática feita por toda a Europa".

O presidente da APF explicou que os árbitros, se virem "algo que não se enquadre dentro desses parâmetros, devem reportá-lo às autoridades competentes e no relatório de jogo".

Fontelas Gomes assegurou que a APAF nunca teve conhecimento de qualquer violação desse regulamento: "Nunca tivemos qualquer 'report' de que houvesse algo que fosse anormal, por isso estamos perfeitamente tranquilos em relação aquilo que são as práticas por essa Europa fora.

Contactada pela Lusa, fonte do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol, garantiu que o organismo "está em permanente contacto com a APAF e sempre empenhado em salvaguardar o bom nome dos árbitros".

  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.