sicnot

Perfil

Desporto

Comissão antiviolência espanhola pede multas de 60 mil euros para adeptos do Benfica

A Comissão Nacional Antiviolência propõe multas de 60.001 euros a cada um dos cinco adeptos do Benfica que lançaram tochas durante o jogo da Liga dos Campeões de futebol com o Atlético de Madrid, no estádio Vicente Calderón.

ALBERTO MARTIN

Além disso, recomendou sanções de 6.000 euros para cada um dos adeptos 'encarnados' que, não tendo lançado, acenderam várias tochas dentro do estádio e propôs que os oito visados, todos identificados, sejam proibidos de entrar em recintos desportivos por um ano.

A comissão propôs também uma multa de 8.000 euros para o Atlético de Madrid "por deficiências nas medidas de controlo de acesso e permanência de espetadores ao não impedir que se introduzissem e posteriormente se acendessem nove tochas no interior do recinto".

Esta decisão surge dois dias depois de a UEFA ter anunciado a abertura de um inquérito pelos incidentes registados durante o jogo que o Benfica venceu por 2-1, prometendo conclusões para 15 de outubro, numa reunião da Comissão de Controlo, Ética e Disciplina.

O Benfica é visado por "distúrbios de adeptos, lançamento de objetos e tochas", enquanto o Atlético de Madrid será julgado pelo "bloqueio de escadas" do estádio Vicente Calderón.

No minuto 36 do jogo, poucos momentos depois de o Benfica ter feito o empate (1-1), adeptos "encarnados" acenderam tochas e lançaram algumas sobre seguidores "colchoneros" instalados num anel inferior das bancadas.

Lusa

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.