sicnot

Perfil

Desporto

Brahimi, Aboubakar e Heldon nomeados para melhor jogador africano de 2015

Brahimi e Aboubakar, do FC Porto, e Heldon, do Rio Ave, são candidatos ao prémio de melhor futebolista africano 2015 a jogar fora do continente, numa lista de 37 jogadores divulgada no domingo pela Confederação Africana de Futebol (CAF).

Reuters

O médio argelino Brahimi repete a presença do ano passado, numa lista na qual não consta o nome do seu compatriota Islam Slimani, jogador do Sporting.

Quem também volta a figurar na lista é o avançado camaronês Vincent Aboubakar, que já apontou seis golos em nove partidas ao serviço dos 'dragões'.

Uma das grandes novidades é a inclusão do cabo-verdiano Heldon. O extremo, de 26 anos, alinha no Rio Ave por empréstimo do Sporting.

Na lista figuram ainda os nomes do argelino Soudani, antigo jogador do Vitória de Guimarães, e do Ganês Christian Atsu, antigo extremo do FC Porto.

No ano passado, o prémio foi entregue ao costa-marfinense Yaya Touré, do Manchester City, com o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, do Borussia Dortmund, a ocupar o segundo lugar e o nigeriano Vincent Enyeama, do Lille, a completar o pódio.

Para além do prémio de melhor jogador a alinhar em clubes fora de África, a CAF irá também entregar o prémio de melhor jogador a atuar em África, numa lista de 24 nomeados.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.